Juíza autoriza casamento gay na Argentina

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Uma juíza argentina concedeu a um casal homossexual a permissão para se casar em um precedente que pode abrir caminho para que o país católico seja o primeiro na América Latina a permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A decisão da juíza Gabriela Seijas, tomada esta semana em Buenos Aires, que se tornou a primeira cidade da região a aprovar a união civil entre pessoas do mesmo sexo em 2002, pode aumentar a pressão para que os legisladores discutam o projeto de lei sobre o casamento gay, atualmente bloqueado no Congresso.

"A lei permite tratar cada pessoa com o mesmo respeito de acordo com suas particularidades, sem a necessidade de regulação", disse Seijas em sua decisão, que ainda deve ser ratificada pelas autoridades portenhas.

Em uma nota colocada em um site em defesa dos direitos dos gays na América Latina, o casal Alex Freyre e José Maria Di Bello disse ter o direito de se casar.

Buenos Aires e outras cidades argentinas permitem a união civil de casal do mesmo sexo, mas não autorizam todos os direitos de um casamento.

Na América Latina, a união civil entre pessoas do mesmo sexo é permitida no Uruguai e na Cidade do México.


*Com informações da Reuters

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos