Procurador-geral dos EUA irá pedir a pena de morte aos acusados de executar atentados do 11/9

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Você é a favor da pena de morte para os acusados de executar os atentados de 11 de Setembro?


O procurador-geral dos EUA, Eric Holder, disse nesta sexta-feira que pretende defender a pena de morte contra os cinco acusados de planejar e executar os atentados de 11 de setembro se eles forem condenados pela corte criminal federal. O arquiteto confesso dos atentados de 11 de setembro de 2001, Khalid Sheikh Mohammed, e outros quatro detentos da prisão de Guantánamo serão enviados para Nova York, onde serão julgados em um tribunal federal civil.
  • Arquivo/AP

    Khalid Sheikh Mohammed e outros quatro detentos da prisão de Guantánamo serão enviados para Nova York



"Eu defenderei a pena de morte contra cada um dos supostos conspiradores do 11 de Setembro", disse Holder aos repórteres. O procurador-geral também afirmou que a corte de Justiça onde os acusados serão julgados fica a poucas quadras de onde ficava o World Trade Center.

Antes do anúncio oficial de Holder, o presidente Obama disse se tratar de uma questão legal e de segurança nacional. "Estou absolutamente convencido de que Khalid Sheikh Mohammed será sujeito às exigências mais corretas pela Justiça", disse o líder americano durante uma entrevista coletiva em Tóquio, ao lado do primeiro-ministro japonês Yukio Hatoyama.

O julgamento em solo americano é uma peça-chave no plano de Obama para fechar o centro de detenção na Baía de Guantánamo, em Cuba. O local, que abriga suspeitos de terrorismo, deveria ser fechado até o próximo dia 22 janeiro, segundo um plano inicial. Porém, o governo dificilmente cumprirá o prazo.

O processo de Khalid Sheikh Mohammed também é um importante teste para a política de combate ao terrorismo de Barack Obama - o caso pode acirrar as opiniões de americanos que preferiam ver os suspeitos de terrorismo sendo julgados em tribunais militares, e provocar congressistas que se incomodam com o envio dos detentos de Guantánamo a seus Estados. Pode também forçar o sistema legal a confrontar as questões legais ligadas aos programas de contraterrorismo que começaram após os ataques de 2001, incluindo as técnicas de tortura usadas em interrogatórios por agentes da CIA.

A transferência dos detentos de Guantánamo para Nova York, no entanto, não deve acontecer nas próximas semanas. O motivo é que a maior parte dos suspeitos ainda não foi denunciada formalmente.

Capturado no Paquistão em 2003, Mohammed é considerado o terceiro nome mais importante da Al-Qaeda, a rede extremista liderada por Osama Bin Laden. Em dezembro de 2008, ele teria afirmado em uma audiência prévia em Guantánamo ser responsável "de A a Z" pelos ataques de 2001.


*Com informações da AP, da Reuters e da BBC Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos