Nevascas causam transtornos na Europa e nos EUA; mais de 80 pessoas já morreram

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Atualizada às 16h52

A chegada do inverno no hemisfério norte tem gerado grandes transtornos para os moradores de vários países da Europa e também nos Estados Unidos. Segundo as agências internacionais, mais de 80 pessoas já morreram na Europa por problemas relacionados às baixas temperaturas. Nos EUA, segundo a rede de televisão CNN, ao menos quatro pessoas morreram no Estado de Virgínia.
  • Dominique Faget/AFP

    Nevasca atingiu a região de Madri, na Espanha, causando problemas nos transportes


Na Polônia, as temperaturas chegam a aproximadamente -20°C. O frio deixou pelo menos 42 mortos no país neste fim de semana, a maioria moradores de rua. As autoridades polonesas reforçaram o pedido para que a população avise se tiver conhecimento de alguém passando a noite na rua.

O porta-voz da polícia polonesa, Mariusz Sokolowski, pediu para que as pessoas evitem andar pelas ruas durante os dias de baixas temperaturas. Outra recomendação é que os motoristas redobrem a atenção nas estradas, onde já foram registrados dezenas de acidentes nas últimas horas. Pelo menos seis pessoas morreram em acidentes de estrada na Alemanha e outras três na Áustria.

Os acidentes de trânsito também causaram a morte de ao menos quatro pessoas na Finlândia. A neve no país atingiu mais de 20 centímetros de altura e as estradas do país estão completamente encobertas pela neve.

Segundo a agência de notícias AFP, pelo menos 27 pessoas morreram na Ucrânia vítimas do frio. Assim como na Polônia, a maioria era de moradores de rua que foram encontrados congelados.

Mesma situação da Áustria, onde outras três pessoas morreram no sudeste do país em consequência do frio.

Em Zagreb, capital da Croácia, 50 pessoas ficaram feridas durante o choque de um trem de passageiros contra um muro de cimento ao entrar na estação ferroviária. Segundo autoridades locais, o sistema de freios da locomotiva não funcionou corretamente por causa da temperatura de menos 17 graus.

Falta de energia na França
Pelo menos dois milhões de pessoas estão sem luz no sudeste da França por conta de falhas na rede elétrica causadas pelas fortes nevascas.

Segundo a Rede de Transporte de Eletricidade (RTE), o corte de energia na região foi necessário para que o resto do país não sofresse um apagão geral, influenciado pelas péssimas condições meteorológicas. O forte inverno também elevou o consumo de energia no país e sobrecarregou a rede elétrica francesa.

O transporte público do país também foi muito prejudicado e parte da rede ferroviária está há pelo menos três dias paralisada por conta da neve. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, ordenou nesta segunda-feira (21) o conserto imediato do Eurotúnel, que liga a capital francesa à Londres, na Inglaterra. Na última sexta-feira, pelo menos 2.000 pessoas ficaram presas dentro do túnel sob o Canal da Mancha, que foi bloqueado pelo excesso de neve. O trem da companhia Eurostar é o único que liga o Reino Unido à Europa continental e pelo menos cinco composições ficaram travadas dentro do túnel durante o final de semana.

Os acessos foram desbloqueados nesta segunda-feira, mas as locomotivas estão circulando sem passageiros porque os técnicos da concessionária que administra a linha avaliam possíveis avarias nos trens. A companhia ferroviária Eurostar anunciou a abertura de uma investigação para esclarecer os incidentes que paralisaram a circulação de trens, mas não deu garantias de que o serviço será retomado normalmente na terça-feira. De acordo com a empresa, cerca de 24 mil pessoas foram prejudicadas pela interrupção do sistema ferroviário entre os dois países.

No aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, mais de 20% dos vôos foram cancelados devido ao mau tempo. Enormes filas se formaram no saguão de embarque desde sexta-feira e situação não foi normalizada até agora.

Rodada cancelada
Na Espanha, o amistoso entre as seleções de Equador e Peru, que seria disputado no estádio Vicente Calderón, em Madri, nesta segunda-feira foi adiado por conta da forte nevasca que cai na capital espanhola.

Segundo os organizadores da partida, a decisão veio da Prefeitura de Madri, já que as dificuldades nos acessos ao local diminuiriam consideravelmente a presença de público. No final de semana, quatro jogos do Campeonato Italiano, entre eles o confronto entre Fiorentina e Milan, também foram adiados por conta da neve. Novas datas para as partidas serão agendadas, de acordo com a federação espanhola de futebol.

Neve na capital norte-americana
Nos Estados Unidos, a intensa nevasca que atingiu a costa leste do país ainda paralisa os transportes e o funcionamento dos serviços públicos em Washington, Maine e no norte de Nova York. No estado da Virgínia, a neve chegou a 61 centímetros de altura e a espessa camada de gelo ainda cobre a maioria das ruas e estradas dessas regiões.

Todos os órgãos federais de Washington ficaram fechados nesta segunda-feira, e a maioria dos funcionários do governo não foi trabalhar.

Os três aeroportos de Washington retomaram as atividades no início da tarde, mas o serviço deve continuar prejudicado por causa dos inúmeros cancelamentos que aconteceram no fim de semana e os problemas de acesso aos aeroportos. Uma das quatro pistas do aeroporto de Dulles permanece interditada devido à neve.

No nordeste do país, os trens também foram atingidos pela nevasca durante o final de semana e ainda funcionam em horário reduzido, informou a empresa Amtrak, que administra parte do sistema ferroviário norte-americano.

*Com informações das agências internacionais e da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos