Veja a cronologia dos principais atentados da história do esporte

Da Reuters

Munique, setembro de 1972

  • Kurt Strumpf/AP

    Palestino integrante do grupo Setembro Negro aparece em terraço na vila olímpica de Munique, na Alemanha; ação do grupo terminou com 17 mortos


5 de setembro de 1972 - Durante os Jogos Olímpicos de Munique (Alemanha), oito guerrilheiros do grupo Setembro Negro invadiram os setores ocupados por atletas de Israel na vila olímpica e mataram um levantador de peso e um treinador de luta livre. Também fizerem reféns nove atletas e funcionários israelenses, exigindo para libertá-los a liberação de mais de 200 prisioneiros palestinos detidos em Israel.

Mais tarde, no aeroporto militar de Munique, de onde os guerrilheiros deixariam a Alemanha, a polícia alemã decidiu abrir fogo contra os sequestradores, dando início a um tiroteio. O resultado foi trágico: todos os nove reféns acabaram mortos, além de cinco sequestradores e um policial. Os outros três guerrilheiros foram presos.

27 de julho de 1996 - Uma poderosa bomba explodiu no Centennial Olympic Park, uma das principais sedes dos Jogos Olímpicos de Atlanta (EUA), matando uma pessoa e deixando mais de 100 feridas. Eric Rudolph, autor do ataque, foi condenado à prisão perpétua em 2005, dois anos depois de ser encontrado pela polícia. Ele, autor de outros atentados, disse que promoveu o atentado para protestar contra o aborto e o homossexualismo.

Atlanta, junho de 1996

  • Cherokee County/AFP - 31.mai.2003

    Eric Robert Rudolph, acusado pelo atentado que matou uma pessoa durante os Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996, detido na Carolina do Norte (EUA) em 2003


Maio de 2002 - Um carro-bomba explodiu em Karachi, no Paquistão, próximo ao hotel em que a equipe de críquete da Nova Zelândia estava hospedada, matando 13 pessoas, incluindo 11 integrantes da Marinha da França. A equipe neozelandesa cancelou os jogos que disputaria no Paquistão.

17 de maio de 2006 - Cerca de 15 atletas e funcionários de um grupo iraquiano de taekwondo, em viagem para um treinamento na Jordânia, foram sequestrados em uma estrada no oeste do Iraque. Um ano depois, os corpos de pelo menos 13 atletas foram encontrados em decomposição na província de Anbar.

26 de maio de 2006 - Homens armados mataram a tiros o treinador e dois jogadores da equipe iraquiana de tênis em Bagdá, no Iraque. Segundo testemunhas, os três vestiam calções, e foram mortos dias depois de militantes terem emitido um aviso proibindo o uso deste tipo de roupa.

16 de julho de 2006 - Mais de 50 homens armados capturaram cerca de 30 funcionários do setor de esportes do Iraque, inclusive o presidente do Comitê Olímpico Nacional, Ahmed al-Hadjiya, no centro de Bagdá. Todos seguem desaparecidos.

3 de março de 2009 - Homens armados atacaram um ônibus que transportava a equipe de críquete do Sri Lanka nos arredores de um estádio em Lahore, no Paquistão. Seis policiais que faziam a escolta e o motorista morreram. Seis jogadores, além do treinador britânico, ficaram feridos.

Cabinda, janeiro de 2010

  • Amr Abdallah Dalsh/Reuters

    Angolano pinta rosto de preto para simbolizar o luto pela morte de três pessoas em ataque de rebeldes contra ônibus da seleção de Togo


8 de janeiro de 2010 - O ônibus da seleção de futebol do Togo, em viagem da República do Congo à província angolana de Cabinda para disputar o Campeonato Africano de Nações, foi atiingido por vários tiros disparados por rebeldes separatistas cabindenses. O assessor de imprensa, Stanislas Ocloo, o assistente técnico, Amalete Abalo, foram mortos, além do motorista do ônibus, de origem angolana. Sete pessoas ficaram feridas, entre elas o goleiro reserva, Kodjovi Obilale.

A Frente de Libertação do Enclave de Cabinda-Posição Militar (Flec-PM), dissidência da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (Flec), que luta pela independência da província, reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos