Terremoto no Haiti impacta população que sofre histórico de desastres

Paula Laibossière Da Agência Brasil Em Brasília

O chefe da delegação do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Ricardo Conti, afirmou que o terremoto registrado no Haiti ontem (12) teve impacto massivo em uma população que já sofre em decorrência de desastres recentes.

Em 2008, o país foi devastado pela passagem do furacão Gustav e pela tempestade tropical Hanna. Antes, o Haiti havia sido atingido também pela tempestade Fay.

O relato do chefe da delegação é que, em meio a choro e lamentações, o povo haitiano passou a noite de ontem nas ruas. Ele destacou que a capacidade da Cruz Vermelha em ajudar os atingidos depende diretamente da situação da capital e que é extremamente difícil se mover em busca de mantimentos e medicamentos.

Uma base da Cruz Vermelha no Panamá deve contribuir para a ajuda humanitária. A expectativa é atender cerca de 10 mil famílias. A prioridade será promover atendimento médico para os sobreviventes e apoio na identificação de pessoas mortas.

Por meio do nota, a organização informou que os nove membros da Cruz Vermelha sediados em Porto Príncipe estão bem, mas que o paradeiro de 59 funcionários ainda não foi confirmado. O Comitê Internacional da Cruz Vermelha trabalha no Haiti desde 1992, sobretudo na melhoria do acesso à água e saneamento básico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos