Obama e FMI anunciam ajuda de US$ 200 milhões para o Haiti

Do UOL Notícias* Em São Paulo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta quinta-feira (14) uma ajuda inicial de US$ 100 milhões para apoiar os esforços de assistência humanitária no Haiti, e ordenou que seu governo coloque no topo da agenda a ajuda a esse país. Também nesta quinta, o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, anunciou que a instituição oferecerá US$ 100 milhões "de forma imediata" ao país.

Destruição no Haiti

  • Imagens aéreas mostram a destruição em Porto Príncipe, capital do Haiti, depois do terremoto de sete graus na escala Richter que atingiu o país


Além disso, Strauss-Kahn disse que será necessário um apoio "maior" do FMI e da comunidade internacional para reconstruir a ilha. Os anúncios acontecem depois que o Banco Mundial afirmou ontem que também faria uma doação de US$ 100 milhões. O Banco Mundial estima que o Haiti, a nação mais pobre das Américas, perderá mais de 15% do Produto Interno Bruto (PIB) por causa do terremoto.

O presidente Barack Obama colocou todo o poder dos Estados Unidos a serviço do Haiti. "Ao povo do Haiti, dizemos com clareza e convicção: vocês não serão abandonados, não serão esquecidos", declarou.

Obama ofereceu "todos os elementos de nossa capacidade nacional, nossa diplomacia, e a assistência ao desenvolvimento, o poder de nossas forças armadas e, o mais importante, a compaixão de nosso país".

"Vocês conheceram a escravidão e a luta contra os desastres naturais. E, apesar de tudo, nunca perderam a esperança. Hoje, saibam que a ajuda chegará", declarou Obama junto aos principais ministros de seu gabinete, como a secretária de Estado Hillary Clinton e o secretário da Defesa, Robert Gates.

Quer ajudar as vítimas do terremoto no Haiti?



"Esse é um desses momentos que exige a liderança americana", enfatizou o presidente. Obama enfatizou que o Haiti é a prioridade número um neste momento. Sobre a doação de US$ 100 milhões, Obama disse que "esse investimento vai render ao longo do ano à medida que embarquemos na recuperação a longo prazo dessa inimaginável tragédia".
  • Arte UOL

    Nome oficial: República do Haiti
    Capital: Porto Príncipe
    População: 9.035.536
    Idiomas: francês e francês crioulo
    Religião: católica, protestante,afro-americanas
    Etnias: negros (95%), mulatos e brancos (5%)
    IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): 148º
    Tipo de governo: república presidencialista
    Divisão administrativa: o país é dividido em 10 departamentos


Ele informou ainda que os primeiros grupos de ajuda dos Estados Unidos já se encontram no terreno, fazendo a segurança do aeroporto e as principais áreas de assistência.

Antes dessas declarações, Obama se reuniu no Salão Oval com vários membros da equipe de segurança nacional para se informar sobre a situação.

Mais cedo, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou que o alcance do desastre humanitário no Haiti após o terremoto que devastou o país é inimaginável.

Segundo Hillary, o terremoto no Haiti deixou milhares de mortos.

"Já sabemos que os mortos estão sendo contados por dezenas de milhares. A zona do terremoto foi duramente atingida. Esta zona é uma das mais populosas do Haiti", explicou.

"Os Estados Unidos estão colaborando estreitamente com o governo haitiano para tentar ajudar as milhares de vítimas do desastre", declarou a chefe da diplomacia americana.




*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos