Bill Clinton deixa hospital de Nova York após passar por cirurgia

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, deixou o Hospital Presbiteriano de Columbia em Nova York na manhã desta sexta-feira (12) depois de passar por uma cirurgia para desbloquear uma artéria em seu coração, realizada depois de ele sentir desconforto no peito. Segundo seu cardiologista, Allan, Schwartz, Clinton pode voltar ao trabalho nesta segunda-feira.

"Ele saiu do hospital e está em um carro a caminho de casa", disse o ex-presidente do Comitê Nacional Democrata Terry McAuliffe ao programa "The Early Show", da CBS. "E se eu conheço o presidente Clinton, ele está no telefone, ligando para as pessoas e pedindo mais ajuda ao Haiti e onde ele pode conseguir pick-ups para que possam entregar comida. Se eu conheço Bill Clinton, ele estará pronto para ir em 35 minutos". O ex-presidente vive em Chappaqua, a cerca de 55 km ao norte da cidade de Nova York.

  • Tom Reel/ AP -8.mai.2009

    Clinton foi internado com desconforto no peito e exames mostraram que as artérias operadas em 2004 precisavam ser reabertas

Clinton, 63 anos, passou por uma operação de ponte de safena quádrupla em 2004 para liberar quatro artérias bloqueadas, e o último incidente ocorreu depois de duas viagens ao Haiti para colaborar com a ajuda humanitária aos afetados pelo terremoto devastador que atingiu o país.

Douglas Band, conselheiro de Clinton, disse que o ex-presidente foi internado no Hospital Presbiteriano de Columbia em Nova York, onde foram colocados dois "stents" (pequena prótese metálica com o formato aproximado de uma mola) em uma de suas artérias coronárias.

O cardiologista Allan Schwartz disse a repórteres que Clinton o procurou reclamando de desconforto no peito e exames mostraram que as artérias operadas em 2004 precisavam ser reabertas.

Clinton foi presidente entre 1993 e 2001 e, como muitos norte-americanos, luta contra a balança. Enquanto ocupava o cargo, era conhecido por seu gosto por hambúrgueres e alimentos pouco saudáveis em geral, embora também fosse regularmente visto correndo e fazendo outros exercícios.

A implantação de 'stents' é um procedimento relativamente rotineiro em pacientes como Clinton, que já sofreram problemas cardíacos. Depois da operação de 2004, ele pareceu mais magro e saudável do que quando presidente.

Após deixar o cargo, Clinton criou uma fundação com a qual pressiona empresas e cidadãos ricos a se empenharem na solução de alguns dos piores problemas mundiais. Mais recentemente, ele tem comandado o esforço de ajuda dos EUA ao Haiti. A esposa dele, Hillary, é a secretária de Estado dos EUA no governo de Barack Obama.

*Com as agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos