Depois de acidente matar 18, trens da Bélgica voltam a funcionar nesta quarta

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O sistema ferroviário na Bélgica voltou a operar normalmente nesta quarta-feira (17) depois da colisão frontal de dois trens na segunda-feira (15)  em Bruxelas, que matou ao menos 18 pessoas e deixou outras 171 feridas.

Assista imagens do acidente

Segundo a agência de notícias Belga, os problemas nas linhas de trens são causados pela ação dos maquinistas, que reduzem deliberadamente a velocidade dos trens e prejudicam a linha que conecta Mons e Bruxelas, como parte da greve iniciada nesta terça-feira.

Os trens Thalys que unem Bruxelas a Paris voltaram a funcionar na tarde de ontem, mas o Eurostar, que conecta a capital belga com Londres, continuará interrompido nesta quarta-feira.

Na manhã de hoje um guindaste chegou ao local do acidente para levantar pedaços dos trens, uma tarefa que pode levar dez dias. Os vagões intactos foram retirados ontem à noite.

A Polícia Federal permanece no local devido ao risco de que, sob os escombros que estão sendo erguidos, apareçam novas vítimas.

Enquanto os trabalhos prosseguem, a Bélgica vive uma polêmica sobre a instalação de freios automáticos nos trens, que são ativados quando o semáforo fica vermelho. Apenas um dos dois comboios envolvidos no acidente tinha tal dispositivo.

Acidente
A colisão ocorreu no horário de rush da manhã de segunda-feira (15), em Halle, a sudoeste de Bruxelas. Os trens se chocaram por volta das 8h30 no horário local (5h30 em Brasília), e a imprensa belga diz que a neve pode ter sido um dos fatores que provocaram o acidente. A operadora do trem, Sociedade Nacional de Estradas de Ferro belgas (SNCB), disse, contudo, que ainda é muito cedo para especular as causas do acidente.

O governador da província de Brabant, Lodewijk De Witte, afirmou que um dos trens pode não ter obedecido um sinal de pare na ferrovia.

Funcionários da Companhia Ferroviária Nacional da Bélgica chegaram a dizer à emissora de rádio VRT que 25 pessoas morreram no choque entre os dois trens. O prefeito de Halle, Dirk Pieters, afirmou que foram 20 os mortos, mas apenas as mortes de 15 homens e três mulheres foram confirmadas.
 


Investigação

Equipes de emergência afirmam que a colisão causou grandes danos nas linhas de transmissão de energia elétrica da estação de Buizingen, onde ocorreu a tragédia.

A operadora dos trilhos, a Infrabel, disse que foi aberta uma investigação para apurar as causas da colisão. Segundo a empresa, um dos trens seguia de Leuven para Braine-le-Comte - e o outro, de Quievrain para Liege.

Em 2001, oito pessoas morreram e 12 ficaram feridas quando dois trens bateram de frente no subúrbio de Bruxelas. Na ocasião, diferenças no idioma - francês e flamengo - entre os dois funcionários responsáveis pela sinalização teriam contribuído para o acidente.

Em 2008, mais de 40 pessoas ficaram feridas quando um trem de passageiros que viajava na direção errada chocou-se com um trem de carga na região central da Bélgica.

  *Com informações de agências internacionais
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos