Ministro inglês diz que é possível parceria com argentinos nas Ilhas Malvinas

Da Agência Brasil

  • Arte UOL

A iniciativa do governo da Argentina de impedir a ação de empresas britânicas de exploração de petróleo nas Ilhas Malvinas gerou protestos e reações. Mas o ministro do Exterior do Reino Unido, Chris Bryant, afirmou hoje (25), que é possível haver uma parceria entre ingleses e argentinos. Reino Unido e Argentina disputam o controle do arquipélago desde o Século 19. Atualmente os ingleses controlam a região que tem pouco mais de 3 mil habitantes.

“Nós não devemos perder de vista o fato de que a Argentina e a Inglaterra serem importantes parceiros”, afirmou Bryant. “O governo da Inglaterra está pronto para trabalhar em conjunto”, acrescentou ele, segundo informações da agência oficial da Argentina Telam.

De acordo com o ministro, o decreto assinado pela presidente argentina, Cristina Kirchner, é uma ação “desnecessária”. “Temos uma estreita e produtiva relação em muitas áreas, como nas discussões do G20 [grupo dos países em desenvolvimento], das alterações climáticas, de desenvolvimento sustentável e proliferação de armas”, disse Bryant.

Bryant se manifestou no dia seguinte de o ministro de Relações Exteriores da Argentina, Jorge Taiana, conversar sobre a questão das Ilhas Malvinas com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon. Na conversa, Taiana pediu a Moon que a ONU atue nas negociações sobre o tema.

No último dia 22, no México, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros líderes da América Latina manifestaram apoio ao governo da Argentina na reivindicação sobre a soberania das Ilhas Malvinas.

O último confronto entre argentinos e ingleses em decorrência da disputa pelo controle das Ilhas Malvinas foi em 1982. Houve conflito armado. Os ingleses saíram vitoriosos e recentemente decidiram prospectar petróleo em uma área ao norte do arquipélago.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos