Obama se reúne com oposição para tentar destravar reforma da saúde

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

  • Chuck Kennedy/White House Photo

    Barack Obama lidera encontro bipartidário para discutir reforma do sistema da saúde nos EUA

    Barack Obama lidera encontro bipartidário para discutir reforma do sistema da saúde nos EUA

Atualizada às 18h02

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lidera hoje uma cúpula sobre a reforma do sistema de saúde, para a qual estão convidados os principais líderes da oposição republicana.

Alfinetada

O ex-candidato presidencial John McCain usou seu tempo de fala para denunciar que Obama teria esquecido de “trazer a mudança a Washington”, como prometido em campanha.

“Não estamos mais em campanha. A eleição acabou”, respondeu o presidente ao senador republicano.

“Sou lembrado disso todos os dias”, devolveu McCain.

A reunião, que representa um desafio de conciliação bipartidária para o presidente, está sendo realizada em Blair House, em frente à Casa Branca, e pode durar a tarde toda.

"Existe na realidade acordo significativo em um grande número de assuntos", disse Obama durante abertura do acordo.

A reforma se encontra estagnada no Congresso depois que os democratas perderam a maioria absoluta no Senado, em janeiro.

Para tentar destravar o debate, Obama anunciou nesta terça-feira (23) uma nova proposta, que mistura os projetos de lei já aprovados no Senado e na Câmara de Representantes.

"Todos sabemos que isto é urgente e, infelizmente, no decorrer do ano, apesar de todas as audiências que ocorreram e todas as negociações, e pessoas dos dois lados trabalhando muito nesta questão, isto se transformou em uma batalha muito ideológica, se transformou em uma batalha partidária e política", afirmou.

Obama afirmou que espera que os republicanos apresentem no encontro suas sugestões para a reforma, que o presidente garante ser necessária para garantir a saúde econômica do país no futuro.

"O que espero conseguir hoje é que todos se concentrem, não apenas nos pontos em que discordamos, mas se concentrem nos pontos em que concordamos, pois, na verdade, existem pontos de concordância importantes em várias questões."

"Se mantivermos a mente aberta e não tentarmos conseguir pontos políticos, então poderemos alcançar algum progresso", disse Obama.

Segundo o programa da reunião, o encontro abordará quatro temas diferentes: o controle dos custos, a reforma dos seguros médicos, a ampliação da cobertura e a diminuição do déficit fiscal.

*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos