SeaWorld deve manter no parque orca que matou treinadora

Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Julie Fletcher-30dez.05/AP

    Treinadora Dawn Brancheau, 40, posa para foto durante performance no parque Seaworld, em Orlando (EUA); Brancheau foi morta pela orca Tillikum

    Treinadora Dawn Brancheau, 40, posa para foto durante performance no parque Seaworld, em Orlando (EUA); Brancheau foi morta pela orca Tillikum

O parque temático SeaWorld, na Flórida (EUA), afirmou, por meio de seu blog oficial, que tem a intenção de manter em suas instalações a orca que atacou e matou uma treinadora ontem.

“Temos toda a intenção de continuar interagindo com este animal, embora os procedimentos para trabalhar com ele vão mudar. Estamos ainda revendo o incidente e avaliando a situação para tomar uma decisão”, afirma a nota.

Na quarta-feira (24), a treinadora veterana Dawn Brancheau, 40, foi atacada pela orca Tillikum, de 5,5 toneladas e com um histórico de outras agressões. A treinadora morreu no parque.

Segundo o site da emissora norte-americana NBC News, os investigadores do caso afirmaram que Brancheau morreu em decorrência de traumatismo múltiplo e afogamento.

Brancheau trabalhava há 16 anos no Estádio Shamu, principal atração do SeaWorld de Orlando, no Estado americano da Flórida (EUA).

Nesta quinta, o chefe de treinamento animal dos parques SeaWorld, Chuck Tompkins, afirmou que a treinadora morta estava acariciando a orca de uma plataforma na lateral do tanque quando o animal subiu, agarrou seu cabelo com a boca e a levou para debaixo da água.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos