Estado de saúde de dissidente cubano em greve de fome é estável, diz hospital

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

  • Alejandro Ernesto/EFE

    O jornalista e dissidente cubano Guillermo Fariñas durante seu sétimo dia de greve de fome

    O jornalista e dissidente cubano Guillermo Fariñas durante seu sétimo dia de greve de fome

O estado de saúde de dissidente cubano Guillermo Fariñas, em greve de fome há 15 dias, é "estável", segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (12) pelo hospital de Santa Clara, a 270 quilômetros de Havana. Ele foi hospitalizado ontem, após desmaiar. A mãe dele, Alicia Hernández, disse que Fariñas recebeu soro nas veias hoje.

Fariñas, um jornalista de 48 anos, iniciou sua greve de fome após a morte, há duas semanas, do preso político Orlando Zapata depois de 85 dias de jejum, o que reavivou as críticas internacionais sobre a situação dos direitos humanos no governo de Raúl Castro. Fariñas é considerado um "traiçoeiro" de "conduta antissocial" pelo governo cubano.

O dissedente reivindica a libertação de 26 presos políticos doentes. Grupos de direitos humanos na ilha afirmam que há cerca de 200 presos políticos em cadeias cubanas.

Esta não é a primeira greve de fome de Fariñas. Em 2006, ele protagonizou um jejum por vários meses em defesa do livre acesso à Internet.

Flores na tumba

Fariñas pediu hoje a Lech Walesa, líder histórico do sindicato polonês Solidaridad, que deposite uma coroa de flores em sua tumba "quando Cuba for livre", informou nesta sexta-feira, à AFP, o ex-presidente polonês.

Walesa e Fariñas falaram por telefone na quinta-feira, horas antes da hospitalização do jornalista cubano na unidade de cuidados itensivos do hospital de Santa Clara (270 km ao leste de Havana).

"Fiquei muito impressionado, eu tentei convencê-lo a interromper a greve. Disse que para construir uma Cuba livre é preciso gente como ele, viva", contou o Prêmio Nobel da Paz, em 1983.

Segundo Walesa, o dissidente manteve a decisão de continuar com a greve de fome.

"Fariñas me respondeu: se morrer, rogo que deposite uma coroa de flores sobre a minha tumba quando Cuba for livre", contou Walesa.

* Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos