Chanceler argentino diz que avançam as negociações com a Inglaterra em busca de acordo sobre Malvinas

Renata Giraldi
Da Agência Brasil

Em Brasília

Pela primeira vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Argentina, Jorge Taiana, afirmou hoje (18) que avançam as negociações para um acordo com a Inglaterra na busca pelo fim do impasse sobre as Ilhas Malvinas.

Segundo Taiana, progride o diálogo para "criar as políticas e diplomáticas". As informações são da agência argentina oficial de notícias Telam. O chanceler, no entanto, não detalhou quais são os avanços já obtidos.

“Estamos fazendo progressos na criação de políticas e negociações diplomáticas para finalmente compreender que a Inglaterra deve se sentar para cumprir os mandatos da ONU [Organização das Nações Unidas] e negociar com os argentinos”, disse o chanceler.

Em meados de fevereiro, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, reagiu à decisão do governo britânico de explorar petróleo na Zona Econômica Exclusiva das Ilhas Malvinas. A presidente assinou decreto que determina que embarcações estrangeiras transitem em águas argentinas apenas com autorização oficial. A medida dificulta o abastecimento das empresas inglesas e dos moradores do arquipélago.

Desde o século 19, argentinos e ingleses disputam a soberania das Malvinas. Em 1833, os ingleses assumiram o controle sobre as ilhas. Em 1982, os argentinos invadiram o arquipélago e houve um conflito armado com os ingleses – os primeiros saíram derrotados.

No governo do ex-presidente Néstor Kirchner, que antecedeu o de sua mulher, Cristina Kirchner, foi feita uma campanha para que as ilhas voltassem ao controle argentino.

No final do mês passado, Taiana recorreu à ONU para que a entidade intercedesse nas negociações. “"Nós pedimos ao secretário-geral para que, dentro do sistema de sua boa administração, esclareça à Grã-Bretanha a necessidade de se abster e de tomar novas decisões unilaterais”, disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos