Ex-primeiro-ministro vence eleições legislativas no Iraque; atual premiê contesta resultado

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Bombardeios no Iraque matam 42 em meio a resultado das eleições

Duas bombas mataram 42 pessoas e deixaram outros 65 feridos na província iraquiana de Diyala, de maioria sunita, nesta sexta-feira, revelando tensões pouco antes da divulgação dos resultados preliminares das eleições parlamentares

O ex-primeiro-ministro leigo Iyad Allawi venceu as eleições legislativas iraquianas de 7 de março passado ao conseguir 91 cadeiras no Parlamento, enquanto que seu adversário, o atual primeiro-ministro Nuri al Maliki, obteve 89, segundo os resultados oficiais comunicados pela comissão eleitoral.

A Aliança Nacional Iraquiana (ANI), que agrupa vários partidos religiosos xiitas, ficou em terceiro lugar, com 70 cadeiras. A Aliança Curdistana, união dos dois grandes partidos curdos, obteve 43 cadeiras.

O enviado especial da ONU para o Iraque, Ad Melkert, afirmou que as eleições legislativas de 9 de março foram "confiáveis", completando que houve "êxito", e pediu que os diferentes candidatos "aceitem os resultados" das mesmas.

"A opinião da ONU é que essas eleições foram confiáveis, e felicitamos o povo iraquiano por esse êxito", declarou Melkert em coletiva de imprensa.

O enviado especial da ONU pediu que todos os partidos políticos que participaram das eleições "aceitem o resultado".

Entretanto, o atual primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, insistiu que os resultados das eleições anunciados hoje "não são definitivos" e antecipou que sua aliança política vai recorrer aos canais legais para impugná-los.

"Os resultados não são definitivos e levantam dúvidas", afirmou Maliki em entrevista coletiva. "O Estado de Direito (a coalizão de Maliki) impugnará estes resultados na Corte Suprema, porque tem documentos irrefutáveis em relação à manipulação", acrescentou o primeiro-ministro.

*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos