Dois atentados terroristas matam 52 pessoas no Paquistão; Taleban assume um dos ataques

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Pelo menos 52 pessoas morreram nesta segunda-feira (5) em dois atentados terroristas na região noroeste do Paquistão. Os alvos foram uma reunião política e o consulado americano na cidade de Peshawar.

O primeiro ataque, realizado por um suicida, aconteceu em torno das 12h locais (4h em Brasília) e matou pelo menos 41 pessoas e feriu mais de 80 em Timargarah, localidade do distrito de Baixo Dir, durante um comício ao ar livre do Partido Nacional Awami, formação laica que governa a Província da Fronteira do Noroeste (NWPF). Ainda nenhum grupo tomou a autoria do atentado.

Veja onde ocorreram os atentados:

O porta-voz do Partido Nacional Awami, Zahid Bunairi, lamentou o ataque durante o encontro político e afirmou que cerca de mil pessoas estavam no local para comemorar a recente decisão de mudar o nome da província para Khyber-Pakhtunkhwa. "É um dia trágico, muito triste para nós", disse.

O outro ataque aconteceu uma hora e meia depois depois em frente ao consulado dos Estados Unidos em Peshawar, capital da Província, onde um grupo fortemente armado tentou tomar o consulado, apesar da forte segurança ao redor do edifício. O ministro de Informação da Província, Mian Iftikhar Hussain, afirmou que pelo menos 11 pessoas morreram: cinco membros das forças de segurança e seis terroristas. Os feridos foram transferidos a diversos hospitais da cidade.

A operação contra o consulado dos Estados Unidos foi reivindicada por um porta-voz dos talebans paquistaneses aliados à Al-Qaeda, responsáveis por uma onda de atentados suicidas e ataques que fizeram mais de 3.200 mortos em todo o país em dois anos e meio.

Segundo Liaqat Ali, chefe de polícia da cidade, primeiro um homem-bomba lançou um veículo com 30 kg de explosivos contra o primeiro posto de controle de segurança a 50 metros do consulado, para tentar abrir passagem. Logo depois, um segundo carro, abarrotado com outras centenas de explosivos, foi acionado perto da barreira de entrada do consulado, seguindo-se uma troca de tiros entre os demais terroristas e os guardas de segurança.

Depois do conflito, dois atentados a pé foram abatidos quando tentavam ultrapassar uma outra barreira, sem terem tido tempo de fazer detonar as cargas que levavam nas roupas, de acordo com as informações de Ali.

Segundo a polícia local, o Exército e outros corpos de segurança bloquearam a estrada de Khyber, isolaram a região e iniciaram uma operação de busca por mais explosivos, Pelo menos dois artefatos foram detonados durante a operação.

Resposta
Por meio de um comunicado, a embaixada americana no Paquistão agradeceu a ajuda das forças de segurança paquistanesa, “que responderam rapidamente ao ataque em apoio ao consulado".

Em Washington, a Casa Branca expressou "profunda preocupação" após o ato visando seus interesses no Paquistão - um dos aliados na "guerra contra o terrorismo" liderada pelos Estados Unidos na região desde o final de 2001.

A televisão paquistanesa informou que vários edifícios foram afetados pelas potentes explosões dos terroristas e uma fonte diplomática dos EUA afirmou que o consulado sofreu avarias.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousef Raza Guilani, e o ministro das Relações Exteriores, Shah Mehmood Qureshi, condenaram os dois ataques em comunicados.

O Exército paquistanês combate atualmente em algumas áreas da NWFP e em quase todos os distritos que formam o cinto tribal que faz fronteira com o Afeganistão, sob domínio Taleban.

Os ataques acontecem depois de três semanas de pouca atividade terrorista no país, onde mais de 12 mil pessoas morreram em 2009 em eventos violentos, um quarto delas em atentados, segundo um relatório do Instituto do Paquistão para Estudos de Paz.

*Com informações de agências internacionais
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos