Comunidade internacional manifesta solidariedade após tragédia no Rio de Janeiro

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Argentina, Portugal, Espanha e a União Europeia manifestaram nesta quarta-feira (7) solidariedade ao Brasil, após as chuvas torrenciais que deixaram mais de cem mortos no Rio de Janeiro.

“Neste momento de sofrimento, nosso pensamento está com as famílias das vítimas e com todos aqueles que sofreram perdas irreparáveis”, afirmou o presidente português, Aníbal Cavaco Silva, em mensagem a seu colega Luiz Inácio Lula da Silva.

Outra mensagem de apoio chegou do chefe do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, que enviou um telegrama a Lula.

“Saiba que estamos a sua inteira disposição para enviar, se for considerado necessário, ajuda e colaboração”, afirma Zapatero, reiterando “todo o afeto e a solidariedade do governo e do povo espanhol”.

Buenos Aires também ofereceu ajuda para responder à tragédia. “A Argentina coloca à disposição das autoridades brasileiras a ajuda imediata e os elementos que se estime necessário prover para ajudar os atingidos pelas inundações”, afirma o comunicado emitido pela chancelaria argentina.

Por sua vez, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, pediu que Lula transmita às famílias em luto os pêsames e a solidariedade da Europa.

Ontem, os governos de México e França já haviam manifestado condolência aos afetados pelas chuvas.

“O governo do México, por meio da secretaria de Relações Exteriores, expressa suas mais profundas condolências ao povo e ao governo da República Federativa do Brasil, pela perda de vidas humanas e pelos danos causados pelas chuvas torrenciais registradas nos últimos dias no Estado do Rio de Janeiro”, afirmou uma nota divulgada pela chancelaria.

“Com grande emoção tomamos conhecimento e acompanhamos a catástrofe meteorológica que atingiu o Brasil”, declarou o porta-voz do ministério francês de Relações Exteriores, Bernard Valero. “Nessas circunstâncias, a França envia uma mensagem de solidariedade e simpatia a nossos amigos brasileiros”.

O número de mortos devido às chuvas que atingem o Rio de Janeiro desde o final da tarde desta segunda-feira (05) chegou a 120 na tarde desta quarta-feira (07), segundo levantamento do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Estadual. Até o momento foram registradas 43 vítimas no Rio de Janeiro, 54 em Niterói, 12 em São Gonçalo, uma em Nilópolis, uma em Paracambi, uma em Petrópolis e uma em Magé. Os feridos somam 135.

Do total, 60 mortes ocorreram em Niterói, 44 na cidade do Rio, 12 em São Gonçalo, uma em Nilópolis, uma na região de Paracambi, uma em Petrópolis e uma em Magé. Os bombeiros ainda procuram desaparecidos em dois locais de Santa Teresa e em 16 pontos de Niterói.

*Com agências internacionais
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos