Corpo que seria embarcado em avião morreu de causas naturais 12 horas antes do voo, diz polícia

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

A polícia britânica disse nesta sexta-feira (9) que o homem morto que dois parentes tentaram embarcar em um voo para Alemanha morreu de causas naturais pelo menos 12 horas antes do horário de embarque do voo

Gitta Jarant, a viúva de 66 anos, e a enteada de 41 anos, Anke Anusic, tentaram embarcar o corpo de Curt Willi Jarant, de 91 anos, em um voo para Berlim no sábado (3), no aeroporto John Lennon, em Liverpool. Jarant foi transportado em uma cadeira de rodas dentro do aeroporto John Lennon em Liverpool usando óculos escuros. Os funcionários do check-in acharam a situação suspeita e ele foi impedido de embarcar no avião.

As mulheres foram detidas sob suspeita de não terem informado sobre a morte e foram libertadas sob fiança.

A enteada, Anke Anusic, nega que as duas mulheres tenham tentado embarcar com o idoso morto e afirmou que muitas pessoas o viram vivo nas 24 horas anteriores ao incidente. 

"Eles pensaram que nós carregaríamos uma pessoa morta por 24 horas? Isto é ridículo. Ele estava se movendo, ele estava respirando. Oito pessoas o viram", afirmou à BBC.

Anusic afirmou que seu padrasto, que sofria do Mal de Alzheimer, tinha sido internado devido à pneumonia. As duas aguardaram até que Curt Jarant melhorasse antes de comprar as passagens para viajar para a Alemanha, país natal da família.

"Ele foi liberado do hospital. Ele estava bem. Se ele não estivesse bem o hospital não teria liberado", disse.

A enteada do idoso insiste que, como Curt Jarant estava com os olhos fechados, elas acreditaram que ele estava dormindo.

"Ele estava vivo. Estava pálido, mas não estava morto", disse.

Quando questionada a razão de Jarant estar usando óculos escuros no momento da tentativa de embarque, Anusic explicou que seu padrasto tinha um problema em um de seus olhos.

Um funcionário do aeroporto John Lennon, em Liverpool, que ajudou as duas mulheres a retirar Curt Jarant do táxi no qual a família chegou, afirmou que sabia que o idoso estava morto.

Andrew Millea afirmou ter sentido que Jarant estava "gelado".

"Eu soube imediatamente que o homem estava morto, mas elas me garantiram que 'ele sempre dorme deste jeito'", afirmou Millea.

* Com informações da AP e da BBC

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos