Terremoto no Afeganistão mata pelo menos sete pessoas e deixa dezenas de feridos

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Raio-X do Afeganistão

  • UOL Arte


    Área: 652.230 km² (sem saída para o mar)

    População: 33 milhões

    Urbanização: 24% da população é urbana

    Taxa de fertilidade: 6,5 crianças nascidas por mulher (4º maior do mundo)

    Mortalidade infantil: 151 mortes por 1000 nascimentos (3º maior do mundo)

    Expectativa de vida ao nascer: 44,5 anos

    Grupos étnicos: pashtun (42%), tajik (27%), hazara (9%), usbeque (9%) e outros

    Religião: sunitas (80%), xiitas (19%), outros

    Alfabetização: homens, 43%; mulheres, 12%

    Taxa de desemprego: 40%

    Fonte: CIA World Factbook 2009

Pelo menos sete pessoas morreram e outras 34 ficaram feridas em um terremoto de magnitude 5,3 pontos na escala Richter que atingiu a região central do Afeganistão na madrugada desta segunda-feira (19). Segundo informações do Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS, da sigla em inglês), o epicentro do terremoto aconteceu a cerca de 190 km a noroeste da capital Cabul, em uma profundidade de 10 km.

De acordo com Ghulam Sakhi, governador da província de Samangan, local mais próximo do epicentro do tremor, três distritos da região foram bastante afetados pelos abalos sísmicos. A região registrou a maior parte dos mortos e feridos e, segundo o governador, o número de vítimas pode subir, já que pelo menos 300 casas ruíram em virtude do terremoto.

Sakhi disse que o acesso a um dos três distritos foi bloqueado e até que as equipes de resgate consigam se aproximar da região, o balanço geral da tragédia não será conhecido.

O Afeganistão é um país propenso aos terremotos e a maioria dos tremores que acontecem no país se concentra na região nordeste.

O último tremor de grandes proporções na região aconteceu em abril de 2009 e teve magnitude 5,5 graus no leste do país, matando dezenas de pessoas.

No ano de 2002, outras 1.500 pessoas morreram em virtude de uma série de tremores de 5 a 6 graus que atingiram a província de Baghlan, nas montanhas Hindu Kush, destruindo a capital do distrito de Nahrin.

*Com informações das agências Reuters e EFE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos