Deputados aprovam pedido de estado de exceção no Paraguai, mas decreto volta ao Senado

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Cinco departamentos do Paraguai que podem ter o estado de exceção decretado

  • UOL Arte

A Câmara dos Deputados do Paraguai aprovou com modificações nesta sexta-feira (23) o pedido do presidente Fernando Lugo que determina estado de exceção em parte do país. Por causa das alterações, o decreto terá de passar por nova votação no Senado antes de ser encaminhado para sanção de Lugo.

Ao aprovar o decreto, os deputados paraguaios modificaram o texto para impedir que pessoas detidas por crimes comuns deixem o país durante os 30 dias em que o estado de exceção estará vigente.

A nova votação no Senado, que ontem já havia aprovado a versão original, está prevista para este sábado.

O governo paraguaio pediu o estado de exceção em cinco departamentos (Estados) do país para que as forças armadas possam combater o Exército Popular Paraguaio (EPP), grupo de extrema-esquerda.

Se o pedido for aprovado, o governo poderá decretar prisões e proibir aglomerações públicas e protestos nos departamentos de San Pedro, Concepción, Amambay, Alto Paraguay e Presidente Hayes, nas fronteiras com o Brasil e a Bolívia.

A tensão na região aumentou na quinta-feira (22) depois que um confronto entre fazendeiros e supostos combatentes do EPP deixou quatro pessoas mortas, incluindo dois brasileiros.

EPP

O EPP, suspeito de ter ligação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), é acusado de ao menos quatro sequestros desde 2001, incluindo a captura de um importante fazendeiro que foi solto no começo deste ano.

"O governo, em consulta com senadores e deputados, decidiu apresentar um projeto para declarar estado de emergência na região do conflito", disse o conselheiro jurídico do presidente, Emílio Camacho, na noite de quarta-feira.

A última vez que uma medida similar foi adotada no Paraguai foi em 2002, por ocorrência de protestos violentos contra o governo do ex-presidente Luis González Macchi.

*Com informações de agências internacionais e dos jornais ABC Color e ultimahora.com

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos