Governo Obama é favorável a ampliar responsabilidade das petroleiras em casos de vazamento

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O governo do presidente norte-americano, Barack Obama, afirmou nesta quarta-feira (5) que é favorável à ampliação das responsabilidades financeiras das companhias que exploram petróleo nos casos de vazamento.

De acordo com a legislação atual dos Estados Unidos, as petroleiras devem pagar todos os custos da limpeza da mancha, mas a responsabilidade por outros danos, como perdas econômicas, está limitada em US$ 75 milhões.

“Nós seríamos a favor de aumentar esse teto”, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, segundo informações da rede CNN.

Gibbs também lembrou que a lei atual foi estabelecia em um marco regulatório de duas décadas atrás, mas não deu detalhes sobre possíveis ações concretas no sentido de reformá-lo.

De acordo com a CNN, um projeto de lei no Congresso propõe aumentar o teto das sanções para US$ 10 bilhões, com possível validade retroativa, para poder incluir o atual vazamento na costa sul dos Estados Undidos.

O presidente norte-americano já afirmou na última semana que a companhia BP será responsável por todos os custos e pela limpeza do ecossistema atingido pela mancha de petróleo formada pelo vazamento de 210.000 barris de petróleo diários que jorram desde 20 de abril de uma plataforma danificada no Golfo do México.

A plataforma Deepwater Horizon explodiu no dia 20 e afundou dois dias depois. Desde então o vazamento formou uma mancha que se aproxima do litoral sul dos EUA, ameaçando a fauna e a flora dos Estados de Louisiana, Mississipi, Alabama e Flórida
 

 

 

 

*Com informações da CNN

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos