Morre presidente da Nigéria

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Atualizada às 20h45

O porta-voz da Presidência da Nigéria informou há pouco que o presidente do país africano morreu por volta das 21h (horário local) desta quarta-feira (5). As informações são da agência Associated Press e os jornais locais já confirmaram o óbito.

Umaru Yar’Adua, 58, morreu na residência oficial de Aso Rock. O presidente sofria de problemas no coração e nos rins.

O vice-presidente Goodluck Jonathan já havia assumido o poder no último dia 9 de fevereiro devido aos problemas de saúde de Yar’Adua. Jonathan assumiu a presidência durante a ausência de três meses do presidente, que deixou o cargo em 24 de novembro de 2009 para tratamento médico em uma clínica saudita.

Em janeiro, durante o tratamento, Yar’Adua afirmou à BBC: “No momento, estou passando por tratamento e estou melhorando com o tratamento. Espero que muito em breve haverá um progresso tremendo, que vai me permitir voltar para casa”. O presidente voltou à Nigéria em 24 de fevereiro, mas se manteve afastado do cargo e não apareceu mais em público.

Disputa pelo poder
Em março desse ano, milhares de nigerianos marcharam até os portões do palácio presidencial para exigir o fim da presidência de Yar'Adua, para que Jonathan pudesse assumir o cargo oficialmente.

O retorno secreto do presidente após tratamento na Arábia Saudita levantou temores de que seu círculo de assistentes, liderado por sua esposa Turai, tentaria manter a influência sobre a nação mais populosa da África e minar o poder de Jonathan.

A disputa de poder no país de 140 milhões de habitantes e membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo poderia paralisar o governo, ameaçar um programa de anistia na região petrolífera no delta do rio Niger, e forçar reformas em diversos setores, como o bancário e o de petróleo e gás natural.

"Nós queremos que o presidente invisível seja revogado. Estamos cansados de um presidente que não podemos ver, que não pode governar. Queremos vê-lo," disse aos manifestantes Babatunde Ogala, um político da capital comercial, Lagos, e um dos organizadores do protesto.

"Se não podemos vê-lo queremos outra pessoa que tenha a permissão para governar. Por que um membro da sociedade secreta está controlando nosso país," disse na época.

O grupo também defendia a dissolvição e substituição de outros membros do governo e a implementação de reformas eleitorais, o que poderia antecipar eleições presidenciais.

Governo conturbado
Yar'Adua havia assumido o poder em 2007, em um país atingido por vasta corrupção, e ganhou a admiração popular por ser o primeiro líder a declarar publicamente seus bens. No entanto, o entusiasmo com sua Presidência diminuiu com a falta de mudanças.

Durante seu mandato, ele tentou dar fim à violência no Delta do Níger, região rica em petróleo. O Movimento para a Emancipação do Delta do Níger atacava instalações petrolíferas, sequestrava funcionários das companhias e lutava contra tropas do governo desde janeiro de 2006, no que qualificava de manifestação contra a pobreza na região.

  • Ricardo Stuckert / PR

    Lula cumprimenta presidente nigeriano, Umaru Yar´Adua, durante visita ao Brasil (29/07/2009)

Visita recente ao Brasil
O presidente Lula recebeu Umaru Yar'Adua no Palácio Itamaraty, em Brasília (DF), em julho do ano passado. Durante a visita, foram assinados acordos de parceria bilateral na área de pesquisas e patentes de biotecnologia, cooperação esportiva e energia. 

A viagem de Yar'Adua foi a segunda visita de um chefe de Estado nigeriano ao Brasil desde a posse de Lula. Em 2005, o então presidente Olusegun Obasanjo esteve em Brasília para participar das celebrações do Sete de Setembro. Lula, por sua vez, foi duas vezes à Nigéria, em 2005 e em 2006.

A Nigéria é o principal parceiro comercial do Brasil na África. Em 2008, o intercâmbio comercial foi de US$ 8,2 bilhões. O Brasil é o segundo maior importador de produtos nigerianos no mundo, sendo que a Nigéria é o maior fornecedor de petróleo do país.

 

*Com informações das agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos