Irã não tem e nem vai produzir bomba atômica, afirma embaixador iraniano em Brasília

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Diante da desconfiança da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) e em especial dos Estados Unidos em relação à produção nuclear do país, o embaixador do Irã no Brasil, Mohsen Shaterzadeh, afirmou nesta sexta-feira (7) que o país asiático não tem nem irá produzir bombas nucleares e está aberto para inspeções, mas reforçou que a confiança tem de ser uma "via de mão dupla”.

Raio-x do Irã:

  • Nome oficial: República Islâmica do Irã
    Capital: Teerã
    Tipo de governo: República Teocrática
    População: 66.429,284
    Idiomas: Persa e dialetos persas 58%, turcomano e dialetos turcos 26%, curdo 9%, luri 2%, balochi 1%, árabe 1%, turco 1%, outros 2%
    Grupos étnicos: Persas 51%, azeris 24%, e gilakis mazandaranis 8%, curdos 7%, árabes 3%, lurs 2%, balochis 2%, turcomenos 2%, outros 1%
    Religiões: Muçulmanos 98% (xiitas 89% e sunitas 9%), outras (que inclui zoroastras, judeus, cristãos, e bahais) 2%
    Fonte: CIA Factbook

“Os Estado Unidos estão colocando o significado de produção de energia atômica como bomba atômica. Irã não tem e nem vai produzir bomba atômica. Energia nuclear é um avanço da ciência humana e queremos usar no sentido pacífico, humanitário”, afirmou em entrevista coletiva concedida na embaixada em Brasília. Shaterzadeh destacou que a produção nuclear é um 1/10 mais barata que o uso de petróleo pelo governo iraniano.

O diplomata ressaltou que o “período de imposição” e o “unilateralismo” acabaram e que os Estados Unidos têm de lidar com a “nova ordem mundial” de outra forma.

“Os Estados Unidos têm que esquecer a imposição. O Irã não irá se inclinar frente à imposição. O Irã vai se inclinar frente à conversa legal e assim vai ter entendimento”, avisou.

O embaixador afirmou ainda que existem cerca de 25 mil ogivas nucleares no mundo e que mais da metade, 12 mil, estão nos Estados Unidos. No entanto, o número apresentado por ele diverge do total oficial apresentado pelos EUA nesta semana, de 5.113 ogivas. Ele criticou ainda os armamentos nucleares de Israel, ao dizer que o país não sofre as mesmas pressões e ameças que o Irã tem recebido.

“O principal é que nós confiamos no Brasil, no presidente Lula, mas não confiamos nestes países ocidentais. Não é só o Irã que deve mostrar opinião neste sentido. Parte do Ocidente tem que mostrar também que esta questão [do desarmamento] pode ser resolvida. Várias vezes já dissemos que estamos dispostos. Eles têm de mostrar a sinceridade deles também”, alegou.

Questionado sobre a declaração do ministro das Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner, de que o presidente Lula poderia ser “enganado” em sua viagem oficial à Teerã, marcada para o dia 16 de maio, pelas promessas do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, o embaixador iraniano classificou a declaração como uma “afronta ao governo e ao povo brasileiro”.

“O presidente Lula é um líder inteligente e digno de respeito e é respeitado internacionalmente (...) Países como a França devem se preocupar com os seus próprios assuntos”, rebateu.

O embaixador destacou que durante a visita de Lula à Teerã, considerada por ele como “histórica”, serão assinados cerca de 20 acordos bilaterais em diversas áreas, com destaque para energia (hidrelétrica, termelétrica, petróleo), industrial, meio ambiente e turismo. Shaterzadeh disse que a possibilidade do Brasil intermediar as comercializações ligadas à energia nuclear não está na pauta das discussões e acordo entre os dois países.

Na avaliação do diplomata, seja qual for o próximo presidente do país, as relações entre Brasil e Irã não devem ser estremecidas. Ele disse acreditar que a política externa brasileira deve se manter na linha independente que já segue atualmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos