Governo conservador do Reino Unido terá cinco ex-rivais em postos chave

Maurício Savarese
Do UOL Notícias *

Em São Paulo

  • Carl Court/AFP

    George Osborne, 38, é o mais jovem em 100 anos a comandar a economia britânica

    George Osborne, 38, é o mais jovem em 100 anos a comandar a economia britânica

As decisões da área econômica serão compartilhadas, o relacionamento com a União Europeia ficará em ponto morto e uma nova legislação eleitoral será aprovada. É isso que foi negociado entre os partidos Conservador e Liberal-Democrata para fazer de David Cameron o novo primeiro-ministro britânico. O novo gabinete foi anunciado por interlocutores dos partidos nesta quarta-feira (12).

Por não ter obtido maioria absoluta no Parlamento de 650 membros, os conservadores tiveram de se aliar aos liberal-democratas para defenestrar o governo trabalhista do ex-premiê Gordon Brown. Ex-rival, Nick Clegg será o vice-primeiro-ministro britânico, mas os dois principais cargos da gestão estarão na mão dos aliados de Cameron: George Osborne na área econômica e William Hague, na diplomacia.

Osborne, 38, é o mais jovem chanceler do Erário – cargo similar ao de ministro da Fazenda – em mais de 100 anos. Apesar de não ser o preferido do mercado financeiro para a tarefa, de acordo com uma pesquisa da agência Reuters, ele será responsável pela tentativa de diminuir déficit orçamentário avaliado em US$ 270 bilhões.

O novo responsável pelas finanças combalidas do Reino Unido terá também de ouvir as opiniões de Vince Cable, liberal-democrata que será secretário de Comércio. Ex-executivo da petrolífera Shell, esse parlamentar de 67 anos de idade foi um duro adversário do ex-premiê Brown, a quem acusou de, durante a crise econômica, ter deixado de ser “Joseph Stalin para se transformar no Mr.Bean”.

Outro liberal-democrata participará das decisões econômicas. David Laws, 44, será secretário-chefe do Tesouro, um cargo parecido com o do chefe da Receita Federal. O Bank of England, banco central britânico, é independente e seus presidentes têm mandatos que não dependem das condições políticas.

Para montar a coalizão, também foram dados aos liberal-democratas os cargos de secretário de Energia e Mudança Climática e a administração da Escócia. O partido liderado por Clegg almejava seis cargos no governo, mas acabou aceitando quatro postos mais a promessa de um referendo por uma nova legislação eleitoral.

Perfil conservador
Mais linha dura e eurocético, o secretário de Relações Exteriores Hague, 49, já foi líder dos conservadores e acabou derrotado pelo ex-premiê Tony Blair. Depois de um longo período no ostracismo, ressurgiu a convite de Cameron, em 2005. Já foi acusado de xenofobia e racismo por conta de comentários sobre imigrantes.

A área de Defesa será comandada por um conservador que apoiou a invasão do Iraque e a guerra no Afeganistão. Liam Fox, 48, disse que vai rever os gastos militares e manter um relacionamento privilegiado com os Estados Unidos. Em um cargo de importância similar, a conservadora Theresa May, 53, tornou-se secretária do Interior.

Um dos mais experientes membros do novo governo, o conservador Ken Clarke trabalhou como chanceler do Erário e secretário do Interior no governo do premiê John Major, na década de 90. Antes visto como favorito para ocupar a chefia da área econômica, acabou preterido por Osborne por condições políticas, já que o rival interno se coloca na linha sucessória para o pós-Cameron.

Outros indicados, todos conservadores:

Transporte: Philip Hammond
Trabalho e Pensões: Iain Duncan Smith
Educação: Michael Gove
Saúde: Andrew Lansley
Desenvolvimento Internacional: Andrew Mitchell
Meio-Ambiente: Caroline Spelman
Cultura: Jeremy Hunt
Governo Local: Eric Pickles
Administração de Gales: Cheryl Gillan
Administração da Irlanda do Norte: Owen Paterson

* Com informações da Reuters
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos