Irã apela à Rússia para que apoie acordo nuclear

Da Agência Brasil

Em Brasília

O diretor-geral da Agência de Energia Atômica do Irã, Ali Akbar Salehi, apelou nesta terça-feira (25) para que o governo da Rússia apoie o programa iraniano e, portanto, defenda o acordo para a troca de urânio. "Em consonância com os recentes comentários do presidente Mahmoud Ahmadinejad, esperamos uma grande nação como a Rússia, para mostrar mais firme apoio para o seu vizinho honesto e amigável, e para demonstrar seu apoio à nação", disse Salehi para a rede de televisão estatal do Irã, a PressTV.

“Ontem [24], os peritos russos visitaram a agência de energia iraniana e anunciaram a disponibilidade de aumentar a cooperação em matéria tecnológica, incluindo novas usinas de energia nuclear. Isto poderia sugerir uma aliança com a Rússia”, afirmou ele.

O apelo de Salehi ocorre um dia depois de o governo do Irã entregar a carta, com as explicações e os detalhes, sobre o acordo para a troca de urânio à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Os Estados Unidos mantêm a pressão em favor da aprovação de sanções econômicas contra o Irã. Para os norte-americanos, o programa nuclear iraniano esconde a produção de armas atômicas. Na semana passada, os Estados Unidos conseguiram o apoio da Rússia, China, França e Inglaterra, que integram de forma permanente o Conselho de Segurança das Nações Unidas, para aprovar o esboço de uma série de medidas punitivas contra os iranianos.

Porém, para o governo brasileiro, a entrega da carta e os detalhes fornecidos no documento indicam o início de uma nova etapa de negociações. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, mantêm o otimismo. Eles negociaram no último dia 17 com o presidente Ahmadinejad e o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyiq Erdogan, os termos do acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos