Ban Ki-moon alerta para falta de confiança sobre o Irã e elogia o Brasil

Daniel Milazzo

Especial para o UOL Notícias<br>No Rio de Janeiro

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, voltou a elogiar o Brasil e a Turquia pelo acordo nuclear firmado com o Irã. “Pode ser um passo positivo para a negociação de uma resolução. Mas existe séria falta de confiança sobre o Irã”, declarou esta manhã (27) o sul-coreano, que está no Brasil para participar do 3º Fórum da Aliança de Civilizações da ONU, que ocorre entre hoje e sábado (29) no Rio de Janeiro. 

Ban Ki-moon qualificou de “louváveis” os esforços de Brasil e Turquia na intermediação de um acordo nuclear com a república islâmica, mas alerta: “Se e quando as autoridades iranianas deixarem claro que irão cooperar plenamente e declararem que vão parar o enriquecimento [de urânio no próprio território], isso seria muito prestativo para reforçar a confiança”. 

Segundo o acordo assinado recentemente em Teerã, o país persa enviará 1.200 quilos de urânio à Turquia e, um ano depois, receberá 120 quilos do urânio enriquecido para ser utilizado em reatores nucleares com fins científicos. O acordo gerou negativas reações no Ocidente. Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (EUA, China, Reino Unido, França e Rússia) discutem a imposição de novas sanções ao país do presidente Mahmoud Ahmadinejad. 

Secretário-geral da ONU é criticado ao visitar favela no Rio de Janeiro

Em sua primeira visita ao Rio de Janeiro, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, encontrou-se com jovens na Babilônia, uma das comunidades ocupadas pela UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) na zona sul da capital fluminense nesta quinta-feira

Elogios ao Brasil

Durante a entrevista coletiva realizada num hotel da orla de Copacabana,  zona zul do Rio, o secretário-geral da ONU teceu elogios ao Brasil. Disse que o país é claramente um líder regional e mundial, visto como facilitador. Ban lembrou ainda que atualmente 2.200 soldados brasileiros participam de oito missões de paz da ONU pelo mundo. 

Entretanto, esquivou-se da pergunta sobre o apoio pessoal ao empenho brasileiro de tornar-se membro permanente do Conselho de Segurança. “O Brasil tem participado ativamente nas negociações sobre a reforma do Conselho de Segurança. No entanto, como secretário-geral, não estou na posição de apoiar um ou outro país. Cabe aos membros discutir. Tenho tentado facilitar as negociações.” 

O secretário-geral afirma que a reforma está demorando muito. Ele espera que as discussões se dêem de modo mais sério e que os membros cheguem a um consenso. 

Tensão entre Coreias 

Para o líder da ONU, todas as possibilidades de conflito armado entre Coreia do Sul e Coreia do Norte têm que ser eliminadas. Seul voltou a chamar a Coreia do Norte de “o maior inimigo” após responsabilizar o regime comunista do presidente Kim Jong-il pelo naufrágio da corveta Cheonan em 26 de março, no mar Amarelo. O acidente matou 46 marinheiros sul-coreanos. Essa semana, os dois países romperam relações comerciais e de comunicação. Pyongyang expulsou sul-coreanos de seu território e mobilizou tropas próxima à zona desmilitarizada. 

Ban reforçou o apelo para que o Conselho de Segurança tome medidas face à gravidade da situação, mas sublinha que ele não vai interferir e dizer que medidas são essas. “Tenho tentado resolver as questões de modo objetivo, justo e responsável. Mas a responsabilidade é do Conselho de Segurança, que tem a prerrogativa para adotar sanções”. 

Oriente Médio 

Ban lembrou que o Oriente Médio é uma questão primordial para as Nações Unidas desde a sua criação, apesar de até hoje não haver resolução para o conflito entre Israel e Palestina. 

“Resoluções não foram implementadas por falta de vontade política das partes envolvidas”, criticou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos