Países terão de decidir se negociação é melhor caminho para acordo do Irã, diz Marco Aurélio Garcia

Alana Gandra
Da Agência Brasi
No Rio de Janeiro

No momento oportuno, os países terão que decidir se as negociações são o melhor caminho no caso do acordo nuclear fechado com o Irã e a Turquia com intermediação do Brasil.

A afirmação foi feita hoje pelo assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, ministro Marco Aurélio Garcia, ao participar da abertura do 3º Foro Brasil- União Europeia.

Segundo ele, o Brasil tem divergência sobre esse assunto somente com os Estado Unidos. Ele explicou que, caso as sanções sejam consenso dos países da Organização das Nações Unidas ONU, o Irã não aceitará o acordo. “Voltaremos à estaca zero”.

Para o ministro as sanções terão efeitos “muito negativos”. Ele lembrou que hoje o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem encontro com o primeiro ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, para “procurar definir condições para uma ação mais forte e ampla”.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos