Bolívia confirma ligações entre o Comando Vermelho e traficantes

Renata Giraldi
Da Agência Brasil
Em Brasília

O governo do presidente da Bolívia, Evo Morales, intensifica os esforços para conter os avanços da associação entre a faccção criminosa Comando Vermelho (CV), que atua principalmente no Rio de Janeiro, e os narcotraficantes bolivianos. O vice-ministro da Defesa Social da Bolívia, Felipe Cáceres, afirmou hoje (10) ser impossível negar a existência desta associação entre brasileiros e bolivianos.

“Nós não excluímos que este Comando Vermelho tenha ligações com clãs ou pessoas vítimas de tráfico de cocaína na Bolívia”, afirmou Cáceres, que evitou detalhar possíveis ampliações de “tentáculos” destes grupos. As informações são da Agência Boliviana de Informações (ABI), imprensa oficial da Bolívia.

Segundo o ministro, não há, porém, indicações da presença física de integrantes do Comando Vermelho na Bolívia. De acordo com ele, não existem informações de que o narcotraficante brasileiro José Paulo Vieira de Mello, conhecido como Paulo Soneca, tivesse atuado em território boliviano.

Mello foi preso no último fim de semana, no Uruguai. Procurado por tráfico internacional de drogas, o brasileiro é acusado ainda de falsidade ideológica no Uruguai. É aguardado o pedido de extradição para que ele seja encaminhado ao Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos