Eleitores dos EUA preferem que democratas conquistem Congresso nas eleições de novembro, diz pesquisa

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O Partido Democrata, do presidente Barack Obama, tem chances de garantir a maioria das cadeiras nas câmaras do Congresso dos Estados Unidos nas eleições de novembro, de acordo com as indicações divulgadas por uma pesquisa nesta quarta-feira (16).

De acordo com o levantamento da Associated Press-GfK, a imagem dos democratas diante da opinião pública melhorou, e o partido consolidou vantagem sobre a oposição republicana em questões como habilidade para lidar com a economia e com a saúde pública.

Cerca de 46% dos entrevistados responderam desejar que os democratas conquistem o controle do Congresso, contra 39% que preferem os republicanos. A vantagem de sete pontos é a melhor desde janeiro.

Em relação aos políticos que estão no Congresso hoje, os governistas obtiveram melhores resultados diante da opinião pública. O desempenho dos democratas teve 38% de aprovação e 60% de desaprovação; enquanto a avaliação dos republicanos registrou 32% favoráveis e 65% desfavoráveis.

A pesquisa também perguntou aos norte-americanos quem faz melhor trabalho em relação à economia, e 47% deles preferiram os democratas, contra 42% que responderam republicanos. Os governistas também estão bem cotados com relação ao tema da saúde, com aprovação de 51%, com vantagem sobre os 38% que confiam mais na oposição para lidar com o assunto.

Essas indicações dão fôlego ao partido de Obama, meses antes das eleições parlamentares norte-americanas de novembro, que devem renovar toda a Câmara dos Representantes, um terço do Senado e a maioria dos 50 governadores estaduais.

Como acontece na metade do mandato presidencial, essas eleições "mid-term" podem ser vistas como uma avaliação do desempenho do chefe de Estado e fornecem algumas linhas para lançar a próxima disputa para a Casa Branca, daqui a dois anos.

De acordo com analistas políticos, os republicanos seriam os favoritos para essas votações, considerando as críticas que Obama sofre com a questão do desemprego e, mais recentemente, com o vazamento de petróleo no Golfo do México.

Essas críticas ganham peso quando se considera que a economia e o vazamento de petróleo são, respectivamente, as principais preocupações dos norte-americanos, citadas por 91% e 87% dos entrevistados, respectivamente.

Ao mesmo tempo, a oposição conservadora ainda lidera a preferência da opinião pública quando o assunto é proteger o país (48% contra 42%) e lidar com imigração ilegal (47% contra 41%).

O levantamento consultou por telefone 1.044 adultos entre 9 e 14 de junho, e tem margem de erro de 4,3 pontos percentuais para mais ou para menos.

*Com informações da AP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos