Israel retoma amanhã negociação para flexibilizar bloqueio a Gaza

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O gabinete de segurança israelense, que reagrupa a metade do governo de Benjamin Netanyahu, se reuniu nesta quarta-feira (16) sem chegar a nenhuma conclusão sobre a possibilidade de suavizar o bloqueio imposto há quatro anos à faixa de Gaza, permitindo a entrada de mais mercadorias. As negociações serão retomadas amanhã, de acordo com um oficial israelense.

O gabinete vai definir que produtos poderão entrar de novo no território palestino. O governo deverá ainda autorizar os projetos de construção ou de remodelação de escolas e de outros edifícios da Agência da ONU para ajuda aos refugiados da Palestina (UNRWA), que permaneceram meses congelados.

Pouco antes, Netanyahu enfatizou que o bloqueio marítimo a Gaza continuará em vigor, porque, segundo ele, se trata de uma medida indispensável para impedir que Gaza se "convera num porto iraniano" pelo qual transitem armas.

Israel impôs um bloqueio à Faixa de Gaza desde que o Hamas assumiu o território, há três anos, permitindo apenas a entrada do que considera produtos essenciais.

A agência da ONU para refugiados palestinos coordena um enorme programa de ajuda e educação em Gaza.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos