Número de mortos sobe para 18 após fortes chuvas na Riviera Francesa

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O número de mortos na Riviera Francesa em consequência das fortes chuvas aumentou para 18.  As enxurradas empilharam carros e árvores por ruas e estradas. A água subiu rapidamente e atingiu os 2 metros acima do nível normal na região.

A prefeitura regional afirmou que foram mobilizados para o local nove helicópteros, 15 barcos de intervenção rápida e mil socorristas, e que 1.200 pessoas foram levadas para os centros de socorro de Draguignan, cidade ao sul do país, na beira do mar Mediterrâneo.

“Draguignan foi a localidade mais afetada, com centenas de veículos empilhados pela enxurrada e muitos bairros completamente inundados”, afirmou o prefeito Hugues Parant. Ele acha que os números devem aumentar.

“A cidade está em péssimo estado, com pedras, lama, árvores e carros interrompendo o trânsito das vias”, disse o major Max Piselli.

Moradores de localidades atingidas relataram que ficaram surpresos com a velocidade e a quantidade de água, que arrastou carros como se fossem brinquedos.

Segundo o operador ERDF, até 200 mil residências sofreram com a falta de energia desde as 20h de terça-feira.

O aeroporto de Toulon, fechado na terça-feira à noite por causa da chuva forte e dos alagamentos, reabriu na manhã desta quarta-feira. O serviço de trem ao longo da costa litorânea está previsto para voltar ao funcionamento normal somente na quinta-feira.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, enviou condolências aos residentes da área e agradeceu às equipes de emergência o empenho nos trabalhos. Em fevereiro, o país sofreu as consequências do mau tempo no sudoeste, com a morte de 53 pessoas.

*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos