Executivo da BP deixa local de vazamento nos EUA para ver corrida de barcos

Do UOL Notícias*

Porta-vozes da BP (British Petroleum), empresa responsável pelo vazamento de petróleo no Golfo do México (EUA), saíram em defesa do CEO (diretor executivo) da companhia, Tony Hayward, que deixou o local do desastre ambiental neste sábado (19) e se dirigiu à Ilha de Wight, no Reino Unido, para acompanhar uma competição de barcos.

Segundo Sheila Williams, uma das porta-vozes da empresa, Hayward deixou o trabalho de supervisão dos esforços da BP para conter o vazamento de óleo e foi assistir à participação de seu barco à vela "Bob" em uma corrida anual em volta da ilha, patrocinada pelo banco J.P. Morgan. A embarcação tem 52 pés. A corrida é uma das maiores do mundo, atraindo mais de 1.700 barcos e 16 mil velejadores.

Robert Wine, porta-voz da BP em sua sede em Houston, Texas (EUA), disse que esta foi a primeira folga tirada por Hayward desde que a plataforma Deepwater Horizon explodiu em 20 de abril, matando 11 trabalhadores. O governo dos EUA estima que até 9,5 milhões de litros vazam por dia no local do acidente.

"[Hayward] vai passar umas poucas horas com sua família em um fim de semana. Tenho certeza de que todos compreenderão isto", disse Wine. "Ele estará de volta para lidar com a reação", afirmou o porta-voz, que definiu a competição como "um dos maiores eventos de navegação do mundo, e ele [Hayward] é bem conhecido por ter um grande interesse nisto".

A viagem do presidente da BP ao Reino Unido foi motivo de críticas e revolta de usuários de redes sociais, como Twitter e Facebook.

* Com informações da agência AP
 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos