Canadá perdoa dívidas do Haiti

Renata Giraldi
Enviada especial da Agência Brasil
Em Toronto (Canadá)

O governo do Canadá anunciou o perdão das dívidas do Haiti, país mais pobre do continente e que foi devastado por um terremoto do dia 12 de janeiro. Durante as reuniões do G8 (países mais industrializados do mundo), em Huntsville (no Canadá), o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, anunciou a decisão. O perdão envolve dívidas com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola.

“Duas semanas depois do trágico terremoto no Haiti, o Canadá pediu a anulação integral da dívida do Haiti para organizações internacionais como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional [FMI]”, disse o Harper. Em seguida, o primeiro-ministro afirmou que, “com o anúncio, o Canadá tem honrado a sua promessa ao povo do Haiti e pedimos que outros sigam este exemplo, na cúpula do G20 [que reúne os países mais ricos e alguns emergentes] neste fim de semana".

Segundo Harper, há um consenso entre todos os países sobre a necessidade de apoio ao Haiti. Ele lembrou que o Canadá já perdoou outras dívidas do país caribenho. Desde o terremoto em janeiro de 2010, o Canadá participa intensamente do esforço de ajuda humanitária e de reconstrução daquele país. “Perdoar a dívida do Haiti tem sido uma parte importante desse esforço”, afirmou ele.

Em 12 de janeiro, o Haiti foi atingido por um terremoto de 7 graus de magnitude. Mais de 200 mil pessoas morreram e cerca de 1,3 milhão ficaram desabrigadas ou desalojadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos