Rússia e Inglaterra tentam restabelecer relações abaladas desde a Guerra Fria

Renata Giraldi
Da Agência Brasil
Em Toronto

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, e o primeiro-ministro da Inglaterra, David Cameron, tentam reforçar as relações entre os dois países. Desde a Guerra Fria – quando Estados Unidos e União Soviética (extinta em 1991) disputavam a hegemonia global - os dois países mantêm relações distantes. Medvedev e Cameron se reuniram durante os encontros de cúpula do G8 (que reúne os países mais industrializados do mundo).

As informações são da agência oficial de notícias da Argentina, a Telam. Medvedev disse que é necessária a correção de rumo nas relações, enquanto Cameron afirmou que Rússia e Inglaterra precisam de “um impulso forte”.

As relações entre russos e ingleses ficaram mais estremecidas durante o governo do primeiro-ministro Gordon Brown. De acordo com a Telam, as relações eram particularmente difíceis depois do assassinato do ex-chefe do serviço secreto da Rússia Alexander Litvinenko - envenenado em novembro de 2006, em Londres.

As suspeitas dos investigadores britânicos recaíram sobre o deputado russo Andrei Lugovoi, mas Moscou se recusou a extraditá-lo. Em troca, a Rússia solicitou a entrega do adversário do Kremlin Boris Berezovsky. Ele vive exílado em Londres e foi condenado, à revelia, em Moscou, por desvio de dinheiro e apropriação indébita.

A disputa levou à expulsão de diplomatas russos de Londres. Do outro lado, a Rússia fechou duas filiais do instituto de ensino ligado ao British Council, uma organização internacional ligada ao governo britânico para educação e relações externas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos