Guiné-Bissau precisa resolver problemas internos para receber ajuda externa, diz Lula

Luciana Lima
Enviada Especial da Agência Brasil

Em Ilha do Sal (Cabo Verde)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o Brasil só prestará ajuda econômica à Guiné-Bissau se o país resolver seus conflitos políticos internos. “Saibam os dirigentes de Guiné-Bissau que quanto mais mais divergência tiver, quanto mais brigas internas tiver, mais difíceis serão as ajudas que teriam que vir de outros países, sobretudo dos países mais desenvolvidos”, disse Lula após a Comunidade Econômica dos Estados da África do Ocidente (Cedeao).

Lula cancelou sua viagem ao país, que seria hoje (4), e a reunião com o presidente Malam Bacai Sanhá ocorreu em Cabo Verde. No encontro, o presidente brasileiro convidou Malam Bacai Sanhá para ir ao Brasil para o próximo mês. “O Brasil tem um carinho especial por Guiné-Bissau. Estamos esperando em agosto a visita do presidente ao Brasil para ver o tipo de tratamento que a gente pode dar, a ajuda que a gente pode dar para que o país possa sair da situação em que se encontra”, destacou Lula.

A recente história de Guiné-Bissau é marcada por lutas internas pelo poder. O país se tornou independente do regime colonial português em 1974. Desde então, não experimentou tempos de estabilidade política. O presidente Malam Bacai Sanhá venceu as eleições em junho de 2009.

“O que é importante, e eu fiz questão de dizer quando fui a Guiné-Bissau pela primeira vez, é que o país precisa adquirir a maturidade”, comentou Lula. “Um exercício da democracia vai permitir que Guiné-Bissau possa desenvolver”, assinalou. Lula diz que Guiné-Bissau precisa resolver conflitos internos para obter ajuda.

O presidente também já manteve conversas com o presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, e com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, para tentar encontrar uma forma conjunta de ajuda ao país. “Semana passada estive com o presidente de Angola, e conversei com o secretário geral da ONU. Nós queremos ajudar Guiné-Bissau, mas para que o Brasil possa ajudar é preciso que o próprio país resolva seus problemas internos”, disse Lula.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos