Cuba vai libertar 52 presos políticos, afirma Igreja

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O governo Raúl Castro vai libertar 52 presos políticos, cinco deles nas próximas horas e os demais ao longo dos três ou quatro meses seguintes, anunciou hoje (7) a Igreja Católica em Cuba.

Trata-se de todos os opositores ainda reclusos do grupo de 75 dissidentes presos na repressão da chamada Primavera Negra, em 2003. Em nota, a Igreja diz ainda que nas próximas horas outros seis presos serão aproximados de suas províncias de residência.

Segundo o comunicado, os cinco que serão soltos nas próximas horas viajarão junto a parentes para a Espanha. O governo cubano teria dito também à Igreja que os outros 47 presos políticos, uma vez libertados, poderão deixar a ilha.

O arcebispo de Havana, o cardeal Jaime Ortega, foi informado da medida em reunião com o presidente Raúl Castro. O encontro teve a participação também dos chanceleres espanhol, Miguel Ángel Moratinos, e cubano, Bruno Rodríguez.

No último dia 12 de junho, o governo já havia liberado o preso político Ariel Sigler, que sofre de paraplegia e que estava em estado de saúde grave. Do grupo dos presos políticos doentes, Ariel Sigler era o que apresenta o quadro mais grave. Ele ficou paraplégico na prisão devido a uma doença associada a problemas nutricionais e apresenta também complicações no estômago, no esôfago e na garganta.

O chanceler espanhol apoiou a mediação da Igreja, que busca não só a libertação de presos políticos, mas também e o fim da greve de fome do dissidente Guillermo Fariñas, que corre risco de morte depois de mais de 13o dias de jejum.

A visita ocorre no momento de um agravamento da saúde de Fariñas, um jornalista de 48 anos, que iniciou em 24 de fevereiro uma greve de fome para exigir a libertação de 26 presos políticos doentes - o jejum começou um dia depois da morte do preso opositor Orlando Zapata, após 85 dias de greve de fome.

Em um incomum informe do jornal oficial Granma, Cuba advertiu no sábado que Fariñas está "em perigo potencial de morte" devido a um coágulo na jugular, apesar de os médicos do Estado estarem fazendo "tudo" para salvá-lo, com tratamento de última geração no hospital da cidade de Santa Clara, onde está internado desde 11 de março.

* Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos