Santos informa Lula que Colômbia e Venezuela devem restabelecer relações "nas próximas horas"

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O recém empossado presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, informou nesta segunda-feira (9) o presidente Luiz Inácio Lula da Silva que Bogotá e Caracas devem restabelecer as relações bilaterais "nas próximas horas". A informação foi dada por um porta-voz da presidência brasileira à agência de notícias AFP.

  • Mauricio Dueñas/EFE e Ariana Cubillos/AP

    Santos (esq.) deverá negociar a normalização das relações com a Venezuela de Hugo Chávez

Em um telefonema dado na noite de hoje, Santos disse a Lula que "os chanceleres de Colômbia e Venezuela deverão anunciar nas próximas horas" a retomada das relações diplomáticas, interrompidas há duas semanas.

Durante a conversa por telefone, Santos não detalhou quando e onde ocorrerá o anúncio da retomada das relações.

A informação chega horas antes da reunião entre Santos e o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, prevista para a tarde de terça-feira, na cidade colombiana de Santa Marta.

Venezuela rompeu relações com Colômbia após o governo de Álvaro Uribe denunciar na Organização dos Estados Americanos (OEA) a presença de 1.500 guerrilheiros colombianos no território venezuelano.

Pouco antes de assistir à posse do novo presidente, no último sábado, Lula afirmou à imprensa acreditar "cem por cento" na reaproximação entre Colômbia e Venezuela.

"Eu acho que todo mundo tem pressa, porque as pessoas precisam comer todo o dia, as pessoas precisam trabalhar todo o dia, precisam se desenvolver todo o dia e, como tem um novo governo, tem uma equipe econômica, as pessoas pensam diferente", afirmou o presidente brasileiro.

Prioridade

Analistas consultados pelo UOL Notícias afirmaram que a retomada das relações seria a prioridade de Santos na presidência da Colômbia, depois da posse no último final de semana.

“Uribe se encarregou de fazer o trabalho sujo, que era denunciar a presença das Farc na Venezuela, para que Santos entrasse já como o bombeiro que vai apagar o fogo e negociar”, afirmou o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, diretor do Centro de Pesquisas Estratégicas da Universidade de Juiz de Fora.

*Com agência de notícias

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos