Presidente da Colômbia ordena que aeronaves militares transportem feridos graves de acidente aéreo

Da Agência Brasil

Por determinação do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, os ministérios dos Transportes e da Defesa disponibilizaram hoje (17) duas aeronaves do tipo Hércules para transportar os feridos graves, vítimas do acidente aéreo ocorrido ontem (16) na ilha colombiana de San Andrés. A ideia é apressar o atendimento destas pessoas e evitar que os casos se agravem. As informações são da Presidência da Colômbia.

“Por instruções do presidente Juan Manuel Santos Calderón, que colocamos este apoio à disposição das vítimas para que sejam transportadas a Barranquilla [maior cidade da região] e de lá removidos por linhas aéreas comerciais", disse o ministro dos Transportes, Germain Cardona Gutierrez.

Segundo Guitierrez, a pista do aeroporto de San Andres foi restaurada para que as aeronaves possam levantar voo e aterrissar. O assunto foi tratado inclusive com os responsáveis pelas empresas aéreas Avianca e Aires para que tenham condições de utilizar aeronaves turboélice na região.

Ontem (16) de madrugada, o Boeing 737-700 da companhia Aires, que fazia a rota Bogotá-San Andrés (ao Norte da Colômbia), foi atingido por um raio no momento da aterrissagem e se partiu em três pedaços na pista do Aeroporto Gustavo Rojas Pinilla. Todas as operações no local foram suspensas. Na aeronave havia 131 pessoas a bordo, das quais 121 passageiros adultos, quatro crianças e seis tripulantes.

A Embaixada do Brasil em Bogotá confirmou que quatro brasileiros estavam no avião. Três tiveram alta da Clínica Villareal, localizada na ilha. Apenas um brasileiro ainda estava internado até ontem à noite. Mas fora de risco de morte, segundo as autoridades.

A Presidência da República da Colômbia confirmou a morte de Amar Fernandez, que teve uma parada cardíaca e não resistiu. Os feridos foram levados para o Hospital Amor de Patria e para a Clínica Villarreal, ambos localizados na ilha no Norte da Colômbia. O governo colombiano disponibilizou o telefone 018000949490 para informações aos parentes. O Ministério do Interior e o Comando da Polícia Nacional comandam as operações de apoio às vítimas e os parentes.

Das 131 pessoas a bordo da aeronave, apenas seis saíram ilesas do acidente: Alejandro Colmenares Rua, 18 meses, Yiseth Rua Rojas, 23 anos, Catherine Rua Rojas, 27 anos, Jacqueline Rua Rojas, 23 anos, María Alejandra Ballesteros, 21 anos, e Andrés Cagua Calderón, 33 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos