Presidente da Colômbia viaja para ilha onde avião se partiu em três pedaços e fala em "milagre"

Renata Giraldi
Da Agência Brasil

Em Brasília

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, viaja hoje (18) para a Ilha de San Andres (no norte do país) para acompanhar as ações de apoio às vítimas do avião que se partiu em três partes na última segunda-feira (16). Santos disse que houve “um milagre de Deus”, pois o acidente poderia ter provocado uma “tragédia de grande impacto”. Das 131 pessoas a bordo, apenas uma morreu.

Anteontem (16), o Boeing 737-700, da companhia Aires, que fazia a rota Bogotá - San Andrés, que teria sido atingido por um raio no momento da aterrissagem, se partiu em três pedaços na pista do Aeroporto Gustavo Rojas Pinilla. Quatro brasileiros estavam entre os passageiros.

De acordo com informações da Presidência da República da Colômbia, Santos determinou que os ministérios dos Transportes e do Interior, além da Polícia Nacional da Colômbia, coordenem as operações de resgate e atendimento às vítimas do desastre. “A verdade é que Deus está do nosso lado. Mas o milagre não foi apenas obra de Deus, mas também da ajuda de muitos dos que contribuíram para isso não fosse uma tragédia”, disse Santos, em Bogotá.

A Presidência da República da Colômbia confirmou a morte de Amar Fernandez, que teve uma parada cardíaca logo após o acidente. O governo colombiano disponibilizou o telefone 0 180 0094 9490 para informações aos parentes dos passageiros da aeronave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos