Brasil já destinou R$ 33 milhões em assistência humanitária este ano

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

  • icardo Stuckert-PR/Reuters

    Ao lado do presidente haitiano René Preval, Luiz Inácio Lula da Silva observa devastação da capital, Porto Príncipe, após terremoto; Haiti foi país que mais recebeu ajuda humanitária do Brasil em 2010

    Ao lado do presidente haitiano René Preval, Luiz Inácio Lula da Silva observa devastação da capital, Porto Príncipe, após terremoto; Haiti foi país que mais recebeu ajuda humanitária do Brasil em 2010

Um balanço do ministério das Relações das Exteriores divulgado nesta quinta-feira (19) indica que o governo federal destinou mais de R$ 33 milhões em assistência humanitária internacional. De acordo com o ministério, os recursos são autorizados pela Lei Orçamentária Anual, dentro da verba prevista para a pasta.

O principal destino das doações de 2010 é o Haiti, que recebeu nove remessas de verbas para ações de apoio às vítimas do terremoto de 12 de janeiro, num total de cerca de R$ 5,5 milhões.

O segundo país que mais recebeu auxílio brasileiro é o Paquistão, atingido por enchentes e inundações há semanas, para o qual foi destinado R$ 1,8 milhão. E também em resposta a um desastre causado por fortes chuvas, o Senegal recebeu R$ 900 mil de ajuda brasileira, neste mês.

Outros países da América Latina, Ásia e África também contam com o ajuda financeira do governo brasileiro no apoio a refugiados e em programas de fomento à educação e saúde.

Reconhecimento da Acnur

Em cerimônia no Palácio do Itamaraty, em Brasília, o ministro das Relações das Exteriores, Celso Amorim recebeu do chefe do Acnur (Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados), Antonio Guterres, uma carta reconhecendo a aumento e a importância das doações feitas pelo Brasil diretamente para o órgão.

O Brasil doou em 2010 ao organismo multilateral US$ 3 milhões (equivalente a R$ 5,25 milhões), um recorde entre os países da América Latina desde a criação da Acnur, em 1951.

“As doações feitas pelo governo [brasileiro] reafirmam a liderança do Brasil na América Latina e o compromisso internacional do país com a causa humanitária, pautada pelos princípios de humanidade, neutralidade, imparcialidade e independência”, disse Guterres no documento.

O evento acontece no Dia Mundial da Ação Humanitária, criado em 2008 pela Assembleia Geral das Nações Unidas. A data faz referência ao atentado contra a sede da ONU, no Iraque, em 2003, que resultou na morte de 22 pessoas, entre elas o representante especial da ONU – mais alto cargo que um brasileiro ocupou na organização.

Além da Acnur, outros órgãos da ONU, como o PMA (Programa Mundial de Alimentos), a FAO (responsável por Agricultura e Alimentação), a UNICEF (fundo de proteção à infância), Ocha (Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária), OIM (Organização Internacional de Migrações) e Movimento da Cruz Vermelha também recebem assistência brasileira por via área, marítima e terrestre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos