Crocodilo "clandestino" causou queda de avião na República Democrática do Congo, diz jornal

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

A queda de um avião no último dia 25 de agosto aconteceu depois que um crocodilo, que estava sendo transportado, escapou durante o voo, espalhando pânico entre tripulantes e passageiros na República Democrática do Congo. As informações são do site do jornal inglês "Telegraph". O piloto e outras 19 pessoas morreram no acidente.

O acidente aconteceu quando o avião voava da capital, Kinshasa, para o aeroporto regional de Bandundu. Aparentemente, o único sobrevivente foi quem relatou o motivo da queda a investigadores, afirma o "Telegraph". Na época, causou estranhamento a queda do avião sem problemas mecânicos aparentes.

O crocodilo --transportado clandestinamente por um passageiro-- estaria escondido em uma bolsa esportiva. O dono do animal pretendia vendê-lo. De acordo com um relatório da investigação, uma das aeromoças, aterrorizada, teria corrido em direção à cabine do avião, seguido pelos passageiros. O avião então teria ficado sobrecarregado de um lado, apesar dos "esforços desesperados" do piloto de impedir a concentração de pessoas.

O avião bateu contra uma casa, que estava vazia, distante apenas algumas centenas de pés do aeroporto. A aeronave era um L-410 Turbolet, de produção tcheca.

Outra queda de avião
Outro avião caiu na República Democrática do Congo nessa quinta-feira. Duas pessoas morreram na queda de um pequeno avião em uma reserva de gorilas no leste da República Democrática do Congo. As informações são do site do jornal "The Washington Post".

O ministro dos Transportes, Laban Kashande, disse que o avião caiu no parque nacional Kahuzi-Biega, lar de gorilas das planícies orientais em risco de extinção.

As vítimas foram o piloto filipino e seu copiloto congolês. A Rádio da ONU afirmou não haver sobreviventes.

Kashande disse que o avião pertencia a uma linha aérea local chamada Starec Congo e carregava 1,5 tonelada em mercadorias.

A causa do acidente ainda está sendo investigada.

*Com informações do Telegraph e do The Washington Post

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos