Gaddafi convoca líbios a participar de marcha em direção à Benghazi

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

O ditador líbio, Muammar Gaddafi, pediu aos líbios que organizem nesta segunda-feira (21)  uma "marcha popular estratégica" em direção à cidade de Benghazi, com ramos de oliveira nas mãos para impedir "a agressão estrangeira", anunciou a agência oficial líbia "Jana".

Na noite de domingo (20), explosões esporádicas e sons de tiros foram ouvidos no centro de Benghazi e duraram cerca de 40 minutos, informou uma testemunha na cidade à agência de notícias Reuters.
O governo líbio tinha dito anteriormente que suas forças observariam um cessar-fogo imediato em sua batalha contra os rebeldes contrários ao regime de Muammar Gaddafi. Tal trégua começaria às 21h, no horário local.

Potências ocidentais têm bombardeado a Líbia desde sábado, em uma tentativa de proteger civis contra ataques do governo líbio em regiões controladas por rebeldes, especialmente em Benghazi.

Homens armados estavam atirando nas ruas nos arredores do hotel Al-Noura. Um grupo colocou uma barreira na rua.

Moradores disseram estar preocupados de que infiltradores, leais a Gaddafi possam estar na cidade, apesar da retirada das forças armadas de Benghazi depois que elas sofreram ataques aéreos efetuados pelas potências ocidentais.

Gaddafi usa escudos humanos, acusam rebeldes

Forças leais ao líder líbio, Muammar Gaddafi, estão trazendo civis de cidades vizinhas de Misrata, controlada pelos rebeldes, para usá-los como escudos humanos, disse um porta-voz dos rebeldes à agência de notícias Reuters nesta segunda-feira.

A informação não podia ser confirmada de forma independente e não houve comentário imediato de autoridades líbias. O porta-voz também disse que sete pessoas foram mortas em Misrata nos combates de domingo. Já um morador disse que oito pessoas morreram.

O morador de Misrata também disse à Reuters que forças armadas leais a Gaddafi usando roupas civis estavam no centro da cidade. Ele disse que Misrata, localizada a 200 quilômetros a leste de Trípoli, estava cercada por tropas pró-Gaddafi e que o abastecimento de água foi interrompido.

Crise no Oriente Médio e países vizinhos

* Com as agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos