Terremoto no Japão

Trabalhadores de usina entraram em contato com água 10 mil vezes mais radioativa do que o normal

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Três trabalhadores da usina nuclear de Fukushima entraram em contato com uma água 10 mil vezes mais radioativa do que o normal, informou a operadora da usina Tokyo Electric Power Co (Tepco), na manhã de sexta-feira (noite de quinta, no Brasil).

Os três trabalhavam no reestabelecimento da energia elétrica no reator 3, que chegou a perder totalmente a capacidade de refrigeração. Eles operavam no porão do prédio da turbina do reator quando receberam a carga radioativa.

Dois dos trabalhadores foram internados em um hospital por causa das queimaduras causadas pelos raios beta. Eles não vestiam botas e, por isso, estavam com os pés totalmente submersos na água radioativa.

Os funcionários internados serão transferidos para o Instituto Nacional de Ciências Radiológicas, em Chiba, onde serão analisados.

Crianças vizinhas à usina não apresentam problemas

Também na manhã de sexta-feira, no Japão, o governo afirmou que as crianças que viviam próximas à usina de Fukushima não tiveram suas tireoides afetadas pela radiação.

O governo examinou 66 crianças, entre um e 15 anos, que viviam na cidade de Kawamata, em um raio de 30 km da usina danificada.

*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos