Terremoto no Japão

Japão não sabe o que fazer com corpos de vítimas em região contaminada por radiação

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Não bastassem todas as dificuldades enfrentadas pelos japoneses que perderam tudo no terremoto e tsunami do último dia 11 de março, agora as famílias da região de Fukushima, onde uma usina atômica foi bastante danificada, não sabem o que fazer com os quase mil corpos encontrados na região. 

Segundo o site de notícias MSNBC, os cadáveres apresentam um nível elevado de radiação proveniente da usina e se encontram em uma região que foi evacuada a mando do governo. Por causa disso, depois de quase um mês da tragédia, nenhum corpo foi removido do local.

Pela tradição japonesa, os cadáveres são, geralmente, cremados e as cinzas depositadas com os restos de outros parentes mortos. O budismo explica que o ritual ajuda na liberação de energia cármica, fazendo com que o espírito tenha mais facilidade para reencarnar. 

No entanto, por causa da contaminação radioativa, os corpos não poderão ser cremados. O governo japonês afirma que ainda não tem um plano para os cadáveres da área mais afetada pelo vazamento de radiação.

Segundo um protocolo assinado pelo Conselho Nacional de Segurança em Radiação, dos Estados Unidos, o mais certo a se fazer é enterrar os corpos em uma cova bem funda e dentro de um contêiner lacrado e marcado com os símbolos internacionais de radiação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos