Topo

Tremor de 7,4 pontos atinge a costa leste do Japão e gera alerta de tsunami

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

2011-04-07T12:06:11

2011-04-07T13:24:55

07/04/2011 12h06Atualizada em 07/04/2011 13h24

A costa leste de Honshu, no Japão, sofreu um tremor de 7,4 pontos nesta quinta-feira (7). A agência meteorológica do Japão emitiu um alerta de tsunami para a região, prevendo ondas de até dois metros de altura.

O tremor desta quinta-feira foi registrado às 23h34 locais (11h34 de Brasília), com epicentro localizado a 40 quilômetros de profundidade da província de Miyagi, a mais afetada pelo terremoto de março, e a 100 quilômetros de Sendai.

A Polícia de Miyagi informou que, como medida de precaução, interditou todas as estradas que passam pela província, indicou a agência de notícias local "Kyodo".

Segundo informações oficiais, prédios chegaram a tremer por cerca de um minuto em Tóquio, a 345 quilômetros do epicentro do tremor. Em Fukushima, Iwate, Aomori e Ibaraki houve advertências de ondas de até meio metro.

Em Ichinoseki, prédios tremeram violentamente, mas não há relatos de feridos ou destruição grave. Imediatamente após o tremo, a energia elétrica da região abalada foi cortada.

A Agência de Segurança Nuclear do Japão indicou que não há informações sobre novos danos na usina nuclear de Fukushima Daiichi, cujos reatores já se encontram seriamente danificados e emitem radiação depois do terremoto do dia 11 de março. Os trabalhadores receberam ordens para deixar o local imediatamente após o novo tremor.

"Depois do terremoto e do alerta de tsunami, todos os trabalhadores foram evacuados para uma área segura. A companhia confirma que todos os trabalhadores deixaram a usina em segurança", indicou um porta-voz da Tokyo Electric Power (Tepco), administradora da usina.

Há quase um mês, um terremoto seguido de tsunami atingiu a costa nordeste do país deixando várias cidades devastadas. De acordo com o último balanço, ao menos 12.600 pessoas morreram e outras 14.700 estão desaparecidas.

Desde então, centenas de tremores já foram registrados na região, mas poucos superam os 7 pontos. O Centro de Alerta de tsunamis no Pacífico disse que o tremor desta quinta-feira não era esperado.

*Com agências internacionais

Mais Internacional