PUBLICIDADE
Topo

Em primeiro encontro, casal gay troca beijo e é expulso de pub inglês

Do UOL Notícias

Em São Paulo

15/04/2011 12h38

Jonathan Williams e James Bull estavam tentando curtir o primeiro encontro quando foram expulsos de um pub em Londres após protagonizarem um beijo. Revoltado com o episódio, Williams desabafou no Twitter e, 24 horas depois, viu o assunto ganhar destaque em diversos meios de comunicação ingleses.

"Sete anos morando em Londres e nunca me senti mal por ser gay. Há 45 minutos o pub John Snow me expulsou por beijar meu namorado”, disse Williams no Twitter, na quarta-feira à noite (13). O recado deu início a uma série de comentários contra o pub.

Entre manifestações de apoio e críticas ao pub, o ocorrido com o casal motivou um grupo a organizar um protesto às 19h de hoje (15h no horário de Brasília), em frente ao pub John Snow, de onde o casal foi convidado a se retirar.

O jornal britânico “The Guardian” criou até um blog para acompanhar as manifestações e os protestos sobre o caso, enquanto Williams esta sendo chamado para conceder entrevistas em várias emissoras de TV e rádio.

“Achei isso muito preocupante. Sabia de dois incidentes em que casais gays foram barrados em pubs no mês passado”, disse Paul Shetler, 50, um dos organizadores do protesto de hoje.

“Imagino que isso seja humilhante para um casal e não acho que devemos deixar isso passar”, disse ele, que tomou conhecimento do caso pelo Twitter.

Shetler disse que mesmo em Soho, uma área onde várias bandeiras do arco-íris, símbolo dos gays, estão à mostra, “algumas pessoas pensam que é OK ser gay em um bar gay, mas não em um lugar para heterossexuais, o que é inaceitável”, disse.

Em seu Twitter, Bull disse que ele e Williams ainda não sabem se estarão no protesto, que deve reunir 400 pessoas, mas pediu que todos os que comparecerem “levem o máximo de heterossexuais”, pois o protesto é também “um ato de inclusão”.

A Polícia Metropolitana de Londres está investigando caso. Até agora, os representantes do pub John Snow e da cervejaria Samuel Smith, proprietária do estabelecimento, ainda não se pronunciaram.

Internacional