PUBLICIDADE
Topo

"Edifícios de Lorca não deveriam ter caído", diz geólogo à imprensa espanhola

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

11/05/2011 19h23

O presidente do Colégio de Geólogos da Espanha, Luis Eugenio Suárez, afirmou ao site espanhol “público.es” que os edifícios da cidade de Lorca deveriam ter sido preparados para resistir ao terremoto de magnitude 5,3 que atingiu a região nesta quarta-feira.

Na avaliação do especialista, um terremoto desta magnitude “não é suficiente para que os edifícios [bem preparados] desabem” e estes prédios “não deveriam ter caído”.

“Seguramente os edifícios que caíram são históricos, com mais de 50 anos de idade, e não são tão resistentes”, admitiu Suarez, acrescentando que mesmo assim “existe uma norma, que precisa ser aplicada a todos os edifícios, de que as vigas, os pilares, devem ser reforçados”.

Segundo o especialista, esta é uma região tradicionalmente sujeita a abalos sísmicos e que, se as precauções tivessem sido tomadas, “não deveria ter havido vítimas”.

Veja cenas do terremoto na Espanha

Autoridades espanholas confirmaram que pelo menos oito pessoas morreram e dezenas ficaram feridas por causa dos desabamentos desencadeados pelo tremor desta quarta-feira.

Construções antigas que desabaram em Lorca, incluindo a torre de uma igreja. Carros estacionados próximos a prédios afetados foram atingidos pelos destroços. O tremor chegou a ser sentido inclusive na capital, Madri.

Destruição em Lorca

Moradores de Lorca relataram à agência EFE que a situação é de "pânico", com milhares de pessoas nas ruas sem saber o que fazer após terem sido surpreendidas pelos tremores.

O prefeito da cidade, Francisco Jodar, disse a uma rádio local que as mortes foram causadas pela queda de destroços e desmoronamentos. Autoridades temem que o número de mortes possa aumentar.

"Em todos os locais da cidade houve danos", afirmou Jodar à rede de televisão pública espanhola, informando que foram evacuados um hospital e uma casa de idosos.

"Todo o centro de Lorca foi atingido", acrescentou também à rádio pública o delegado do governo em Murcia, Rafael González Tovar.

Com medo de novos tremores nas próximas horas, muitos moradores de Lorca deixaram suas casas e podem passar a noite na rua. Um porta-voz do governo relata que as pessoas estão buscando parques e jardins para se alojar.

  • Google Maps

    Veja localização do epicentro do terremoto que atingiu região sudeste da Espanha nesta quarta (11)

Internacional