PUBLICIDADE
Topo

Terremoto é o mais grave da Espanha em mais de cinco décadas

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

11/05/2011 17h37Atualizada em 11/05/2011 18h30

O terremoto registrado nesta quarta-feira na cidade de Lorca, no sudeste da Espanha, e que provocou a morte de pelo menos oito pessoas e deixou várias feridas, é o mais grave registrado no país desde 1956.

Em 20 de abril de 1956, um terremoto causou a morte de 12 pessoas, deixou mais de 70 feridas e levou ao desabamento de 500 edifícios em Granada.

O último terremoto com vítimas foi o de 28 de fevereiro de 1969, no litoral de Huelva, que atingiu magnitude de 7,5 e deixou quatro mortos por ataques cardíacos.

  • Google Maps

    Veja localização do epicentro do terremoto que atingiu região sudeste da Espanha nesta quarta (11)

Os dois terremotos registrados nesta quarta-feira na região de Múrcia, com epicentros localizados em Lorca, foram ocasionados por um "deslizamento horizontal da falha" dessa região, informaram à EFE fontes da unidade de registro sísmico da Universidade de Alicante.

Um dos responsáveis da unidade explicou que a falha de Lorca tem uma superfície de entre 40 e 50 quilômetros e está situada em "um nível praticamente superficial".

Na Espanha, são registrados cerca de 2,5 mil terremotos por ano, dos quais apenas dois por mês, em média, são sentidos pela população, segundo a rede sísmica do Instituto Geográfico Nacional.

Internacional