Topo

Distúrbios e violência atingem mais duas cidades na Inglaterra

Do UOL Notícias

Em São Paulo

2011-08-09T15:02:41

2011-08-09T19:05:05

09/08/2011 15h02Atualizada em 09/08/2011 19h05

Os distúrbios que atingem Londres há três dias seguem se alastrando pela Inglaterra pelo quarto dia seguido. Nesta terça-feira, lojas foram saqueadas e carros queimados nas cidades de Wolverhampton e de West Bromwich, próximas a Birmingham, a segunda maior cidade britânica.

Os distúrbios marcam o quarto dia consecutivo da onda de violência que deixou dezenas de lojas e carros queimados, além de centenas de feridos e ao menos um morto.

"Temos informações sobre desordens em Wolverhampton, onde várias lojas foram saqueadas, e, em West Bromwich, onde foram incendiados vários veículos", indicou a polícia. Imagens exibidas pela emissora britânica BBC mostraram jovens atirando pedras contra policiais e tentando invadir lojas no centro de West Bromwich.

Em Birmingham, a segunda maior cidade do país, onde a violência se propagou na noite de segunda-feira, 138 pessoas foram presas, entre elas algumas "muito jovens", segundo a polícia, que pediu que as famílias garantam que os adolescentes fiquem em casa durante a noite.

Distúrbios no norte do país

No norte do país, grupos de jovens protagonizaram novos episódios de violência. Em Manchester, uma loja de roupas femininas foi incendiada por jovens, quase todos encapuzados e de idades próximas aos 20 anos, revelou a emissora BBC. No centro da cidade, cerca de 2 mil jovens enfrentaram a policia.

Cerca de 100 arruaceiros entraram em um centro comercial e assaltaram várias lojas levando aparelhos de televisão e outros eletrodomésticos, em uma ação que parecia coordenada e bem articulada, já que alguns deles davam ordens aos outros enquanto faziam a pilhagem. Após os distúrbios de Manchester, os pubs do centro tiveram de fechar e o serviço de bonde encerrou suas atividades.

"Posso confirmar que uma loja está em chamas e que 200 jovens que se reuniram no centro da cidade foram perseguidos por policiais e dispersaram. Sete prisões foram efetuadas até o momento", disse um porta-voz da polícia de Manchester. Ainda segundo ele, um prédio perto de Salford, na Grande Manchester, tinha sido incendiado por um grupo de jovens.

Em Salford, nos arredores de Manchester, também foram registrados diversos choques entre a população e a polícia durante as últimas horas. Um edifício municipal foi incendiado e um grupo de jovens lançou tijolos contra os policiais, tentou invadir estabelecimentos e quebrou diversas vitrines de lojas.

Segundo o "Daily Mail", devido à violência, governos de países como Alemanha, Suécia, Dinamarca e Finlândia aconselharam a população a não viajar para as cidades inglesas onde foram registrados distúrbios. Estados Unidos e França recomendaram o mesmo aos seus cidadãos.

Mais de 560 pessoas já foram detidas por envolvimento nos distúrbios. Na capital, as celas das delegacias de polícia estão lotadas. Até agora, 105 pessoas foram indiciadas pelos atos de violência e uma pessoa morreu nos confrontos. A vítima, um rapaz de 26 anos, foi morta pela polícia em Croydon.

Garoto é assaltado durante tumultos de Londres

Polícia divulga imagens de suspeitos

Nesta terça-feira, após quatro dias de confrontos, a Scotland Yard publicou em seu site fotografias de diversos suspeitos de envolvimento nos distúrbios de Londres e pediu a colaboração dos cidadãos para identificá-los.

Nos próximos dias devem ser divulgadas mais imagens captadas pelas câmeras de segurança espalhadas pelas ruas de Londres e estima um aumento do número de presos, 100 dos quais já foram acusados na Justiça até o momento.

"Hoje publicamos as primeiras imagens das muitas que temos de pessoas relacionadas às cenas de violência", assinalou o responsável policial Simon Foy.

As imagens publicadas mostram inúmeros jovens, a maioria encapuzados, junto a textos descritivos. "Homem de moletom cinza com capuz com o número 87 às costas. Este homem esteve envolvido em um roubo", indica o site da polícia metropolitana sobre um dos suspeitos.

Em outra fotografia, onde aparece uma jovem, a descrição é a seguinte: "acaba de levar alguns objetos de Richer Sounds", em referência a uma loja de música e equipamentos eletrônicos na capital inglesa.

Cerca de 16 mil policiais foram mobilizados nesta terça-feira em Londres para tentar conter a violência, e a segurança deve ser reforçada durante a noite.

Mais Internacional