PUBLICIDADE
Topo

Rebeldes líbios afirmam ter capturado um dos filhos de Muammar Gaddafi

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

12/10/2011 18h03Atualizada em 12/10/2011 20h21

Um dos filhos do líder líbio Muammar Gaddafi foi capturado por rebeldes, segundo informações das agências internacionais AFP e Efe. A informação é de dirigentes da rebelião, afirmam as agências. Mutassim teria sido capturado por forças rebeldes em Sirte, cidade natal do ditador --que continua desaparecido.

"Mutassim Gaddafi foi capturado em Sirte e levado a Benghazi [no leste do país]", declarou à AFP Abdelkarim Bizama, um oficial das novas autoridades líbias, o Conselho Nacional de Transição (CNT).

Mutassim é o quinto filho de Gaddafi e foi seu conselheiro antes da queda do regime. Ele estava armado e teria tentando escapar da cidade depois que os rebeldes encurralaram os partidários do ditador. Ontem, também em Sirte, foi capturado seu primo Sayed Gaddafi Eddem e o general-chefe Mohamed Omar Gadafi el Gohsi, outro familiar de Gaddafi.

Fontes militares disseram que Mutassim estava sendo mantido em um acampamento militar em Benghazi e que estava "exausto", mas não ferido.

A detenção gerou comemorações dos rebeldes tanto em Sirte como na capital Trípoli. Moradores saíram às ruas com bandeiras para se manifestar.

Por enquanto, ele é o único membro da família imediata de Gaddafi a ser capturado pelas forças do CNT. Desde que a crise se instaurou na Líbia, ao menos dois filhos de Gaddafi já foram dados como capturados: Saif Al-Islam e Khamis. Imagens de televisão e aparições públicas, entretanto, afastaram os rumores.

Gaddafi e Saif al-Islam estão foragidos desde a queda de Trípoli, em 23 de agosto. Outro filho do ditador, Saadi, está em Níger.

Ocupação em Sirte

"Mais de 80% de Sirte está sob o nosso controle", disse o comandante do CNT, Mustah Hamza. Após incursões dos rebeldes, combatentes leais ao governo estariam restritos em apenas dois pequenos locais na cidade.

Soldados voluntários do exército do governo interino líbio caminharam lentamente pelas ruas cheias de caixas de munição vazias, onde um dia antes foram registradas ferozes batalhas. Outros combatentes procuravam pelas casas parcialmente destruídas, com alguns civis surgindo dos porões.

Bandeiras verdes, símbolos dos 42 anos de Gaddafi no poder, ainda estavam hasteadas em muitos edifícios.

O conselho rebelde disse que somente vai iniciar o processo de reconstrução da Líbia como uma democracia após a tomada da Sirte, uma ex-vila de pescadores transformada por Gaddafi em um exemplo para o seu governo com salas de conferência e hotéis luxuosos.

*Com informações das agências internacionais

Internacional