PUBLICIDADE
Topo

Hillary Clinton desembarca na Líbia para visita surpresa; secretária deve se reunir com CNT

Do UOL Notícias*<br>Em São Paulo

18/10/2011 09h00Atualizada em 18/10/2011 11h01

Hillary deve se reunir com dirigentes do Conselho Nacional de Transição, entre eles o presidente do CNT, Mustafa Abdul Jalil, o premiê do CNT, Mahmud Jibril, e o ministro de Finanças e Petróleo, Ali Tarhuni.

O objetivo da visita é fortalecer os vínculos com os novos dirigentes do país e a população civil líbia, segundo declarações de um diplomata norte-americano realizadas no voo de Washington a Trípoli.

Hillary Clinton é a primeira autoridade americana deste nível a viajar para a Líbia desde 2008, quando Washington tentava estabelecer novas relações com o agora deposto Muammar Gaddafi.

Sua viagem acontece semanas depois das visitas à Líbia do presidente francês, Nicolas Sarkozy, do premiê britânico, David Cameron, do premiê turco, Recep Tayyip Erdogan, assim como de vários ministros britânicos, italiano e canadenses.

Último reduto

Intensos bombardeios e violentos combates aconteciam nesta terça-feira nas ruas de dois bairros de Sirte, onde estão os últimos leais ao ditador Gaddafi, um dia depois da queda de Bani Walid, outro reduto gadafista.

As forças do Conselho Nacional de Transição perderam dois homens e tiveram dezenas de feridos em 40 minutos de confrontos.

Centenas de combatentes avançavam pelas ruas dos bairros "Dólar" e "Nº 2", onde estão entrincheirados os últimos homens leais ao ex-ditador.

Os feridos eram transportados em caminhonetes para um hospital de campanha instalado no limite dos dois bairros.

*Com informações das agências internacionais

Internacional